quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Repost: "Eu também tive as minhas confusões fonéticas"

A propósito de um post antigo do Tolan dei por mim a pensar nas minhas próprias "confusões fonéticas".
Acho que os lapsos começaram bem cedo, quando a minha avó, católica convicta, me ensinou a rezar o "Pai Nosso" e, quando chegava a altura do "rogai por nós, pecadores", eu percebia sempre "rogai por nós, pescadores". Foi aí que começou, inequivocamente, o meu primeiro desentendimento com a religião católica. Ora, rogai pelos pescadores? Mas porquê? E os agricultores? E os comerciantes? E o meu pai que era jornalista? Por ele ninguém rogava? Não estava certo.
Depois, na pré-adolescência vieram os slows e o que eu adorava a música "lechurrremondére". Cantarolava-a no meu melhor francês, aprendido em Agosto com os vizinhos que viviam em Paris de França e vinham passar as férias de Verão à pátria-mãe. Pois...
Por fim, vieram muitas outras bandas e um dia dei por mim a ouvir os Men at Work e a jurar, pela minha saúdinha, que os gajos até cantavam um bocadinho de uma música em português. Pá, que orgulho patriótico! É ouvirem, meus amigos, é ouvirem! E continuo na minha, eu seja surdinha se no princípio desta música, logo na estrofe inicial, o tipo não diz "Cavalinho na Feira a comer", caramba!

27 comentários:

Xuxi disse...

tambem tive o mesmo sobre os pescadores, a empregada do colegio que nos dava a merenda da manha, nos chamava para o almoco e nos dava o lanche era maria dos anjos e eu pensava que era maria desejos (porque nos satisfazia os apetites), o lechurremondere para mim era o queijocamemberre....(era melhor que queijo flamengo como a minha mae sempre dizia) e por ai a fora...

Paulo disse...

lololol E não é que é mesmo um "cavalinho na feira a comer!!!

Xuxi disse...

ah so mais duas pra coleccao: lembras-te do ar puuuuuuuroooooo da Brise? eu dizia APUUUUUUUUU, a minha mae ficava roxa de vergonha e dizia-me logo para me calar porque nao eramos comunas, mas eu nao percebia a que se referia ela...e o puto sharila, macaco sem pila? eu pensava que puto gorila, como as pastilhas...

Dokas disse...

Kakakaka! Mas tens razão! "Cavalinho a comer, lálálá...." =DD

Dokas disse...

Enganei-me! Isto era de me estar a rir! "Cavalinho na feira a comer, lálálálá...."

B. Teixeira disse...

A minha versão é ligeiramente diferente: Cavalinho na feira a correr... ;)
Beijinhos grandes!

Vânia disse...

Sim, o cavalinho é eterno. No que me chegou aos ouvidos era "cavalinho na praia a correr".

Wendy disse...

O que me ri com o "cavalinho na feira a comer"! Mas é que parece mesmo.
Eu cantava alegremente "Ado ini forquen aronow" em vez de "The most beautiful girl in the world"...

Ana disse...

bem, se forçarmos muito até diz... lol

Alexandra disse...

Alguém que concorda comigo sobre a música dos Men at Work. Aleluia! Sempre achei que o homem diz "Cavalinho na feira a comer!". :)
Também sou pessoa muito dada às confusões fonéticas. Ou isso ou então sou muito dura de ouvido.

apenas24horas disse...

hahahah Olha que é mesmo hahaha

Borboleta disse...

E não é que eu pensava que a primeira música era francesa?! Sim, parece-me mesmo "cavalinho na feira a comer". Já ouviste isto,http://www.youtube.com/watch?v=MbRqrna5504??? É demais!!!

Margarida disse...

Como sou um bocadinho mais nova (A), era com uma música das spice girls... "say you'll be there"

o "be there" para mim era sempre "bidé"... LOL

a mulher certa disse...

essa do cavalinho está mtooooooooo boa. o que eu ri.

Foxy Ni** disse...

ouve esta:http://www.youtube.com/watch?v=hTWKbfoikeg
é que podia jurar que o rapaz até tem origens açoreanas e logo no inicio queixa-se que "não há pão quente"...

O Palerma disse...

A do cavalinho na feira a comer é linda. começa com o Rao Kyao a tocar e com o Tim armado em camone a cantar com sotaque. Mas a palavra "feira" é dita em português perfeito.

O Palerma disse...

O verso original é este:

"Traveling in a fried-out combie"

Teresa disse...

Há muitos anos, estava na Missa com o meu namorado e, no momento do Credo, ao chegar à parte «que procede do Pai e do Filho,
e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado», ele bichanou-me que, quando era miúdo, julgava que nesta parte se dizia "é adorado e lubrificado».
Foi um escândalo a gargalhada que dei, não consegui mesmo conter-me.

Catrapisca disse...

E na música "Smells like Teen Spirits" de Nirvana, a primeira frase parece "Não há pão quente" com pronúncia açoriana, embora seja "Load up on guns".

B. disse...

Lamento. Não bates a minha ...siga para Vigo!

beijO

Isabel disse...

Eu era mais "ai que peixeiras dos sovacos" e sempre pensei q o perfume patchouli cheirava a peixe.......

beijo de mulata disse...

Os pescadores não, mas uma vez ouvi uma senhora a rezar o terço a nossa Senhora: "Ó Maria, consumida sem pecado!"
Como é que se corrige uma coisa destas? Até porque não é bem mentira...

(um) beijo de mulata

isa disse...

Eu conheço um miúdo que dizia que o colega da escola se chamava sr. Manuel.
A mãe achava muito estranho, mas mais tarde descobriu que afinal era Samuel.

mysupersweettwenty disse...

Ahah, a do cavalinho sim x)

Caracoleta disse...

A mãe de uma amiga, na "lechurrrremondére" cantava "não chora bombeiro".

Juanna disse...

Chicá cá and get mi ha... sugar come by and get me high...assim cantava o meu namorado.

Elsa disse...

Tinha um amigo que pensava que o "Should've know better" era "Ai cheira-me a merda!"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...