domingo, 27 de outubro de 2013

A culpa é das estúpidas folhinhas de cheiro.

Começo já por assumir: eu tenho um problema com cadernos. Daqui de onde escrevo estou a avistar sete. Sete, em branco, em cima da prateleira da sala. Seis na mesinha de cabeceira. Perfazem 13. No escritório estão os rascunhados, desenhados, garatujados e afins. Já lhes perdi a conta.
Mámen diz que é uma adição. Ok, não diz assim "é uma adição", diz antes "pronto, lá está a maluquinha dos cadernos" sempre que me vê ir em direcção à secção de papelaria da FNAC ou do Continente ou da Papelaria Fernandes ou de qualquer montra que ostente caderninhos. Não se tratam de Moleskines, filo-faxes ou agendas xpto, são caderninhos, normalmente, com umas 50 folhas e capas giras.
Ele não percebe a "pancada", especialmente, porque eu raramente escrevo nos ditos, embora os continue a comprar compulsivamente. Não percebe para que quero eu cadernos a rodos se depois acabo por escrever quase tudo no computador e muito pouco (cada vez menos) à mão. Ele não percebe que um caderninho com uma capa bonita não é para se escrever. Eu vejo, gosto e apetece-me ter, para o caso de um dia me apetecer escrever. Gosto do cheiro a folhas em branco (têm um cheiro próprio, não me lixem!), de os folhear, de mirar o design das capas quase como se fossem quadros.
E ter 13 caderninhos destes em branco não é colecção. Coleccção era a minha de bloquinhos com folhinhas de cheiro, pá,. E que não servia para nada porque ia depenando os bloquinhos para trocar as folhas de cheiro e às tantas ficava com bloquinhos miseráveis com a capa e uma única folha e 343537 folhinhas a vulso, todas muito cheirosas, uma caldeação de cheiros que enjoava. 
Todas as mulheres têm panca por sapatos. Eu gosto de caderninhos. Ao menos ocupam menos espaço e são mais baratos. Ele não percebe mas eu sei, porque sei, que não sou a única. Ele diz que nunca conheceu mais nenhuma "maluquinha de cadernos" mas eu sei que elas existem por aí, por isso, manifestem-se as quadripolares que não resistem a um caderno giro, se faz favor, só naquela de lhe provar que não sou um caso isolado. Nem patológico.
Agradecida.

43 comentários:

mp disse...

boa noite!:D

dizias tu, e bem, que há mais por aí... E Há! AQUI 0/
Nca contei os meus mas q são muitos são. Uma prateleira só c/ cadernos, blocos e bloquinhos (e a prateleira está escondida p/ ng ver! ahaha).
***

Marcia

Moça dos Padrões disse...

Culpada! Assumo feliz a minha panca por papelaria vária, orgulhosamente estimada e não usada. Só devorada com os olhos e adorada com o toque.

E assumo publicamente que o meu sonho era ter uma farmácia com uma papelaria ao lado, para ser totalmente feliz. Acho que o mundo se divide aqui!! Eu sou feliz a admirar esse mundo com os olhinhos a brilhar :)

Sílvia disse...

Quando era pequena também coleccionava folhas de cheirinho :) Olha que eu não tenho a panca dos caderninhos mas noutro dia na Primark apeteceu-me comprar uns tantos de tão fofos, por isso, se queres alimentar o vício, vai lá.

Sílvia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ângela disse...

Eu tenho panca por caderninhos assim e tambem tenho vários.porque não sei,talvez apenas porque gosto.quase que involuntariamente compro porque sim

Ângela disse...

Eu tenho panca por caderninhos assim e tambem tenho vários.porque não sei,talvez apenas porque gosto.quase que involuntariamente compro porque sim

O Sexo e a Idade disse...

Presente!

Silvia de Oliveira disse...

Presente! Lindos e guardados para uma ocasião especial

Nucha disse...

Tambem adoro caderninhos..mas 7+5 sao 12 :P

Clair de Lune disse...

Tenho um feito à mão com a imagem de um quadro de Botticelli, tenho um moleskine do Hobbit edição limitada, um castanho da Bookit, um moleskine pequeno de jornalista, um com linhas e uma etiqueta na frente e outro com uma imagem de uma livraria antiga. E isto só na minha casa em Londres!

Cristina disse...

A minha colecção de folhinhas de cheiro estava dentro de um álbum de fotografias vazio... era tão bom abri-lo (só porque sim) e ser bafejada com aquela salada russa de cheiros :)

Quanto a caderninhos, tenho andado na reabilitação e fujo (como o Diabo da cruz) quando entro num desses antros de venda de cadernos. Acho que nunca cheguei a ter 13, mas também sempre tive muitos... e lá está, vazios, para o caso de me apetecer escrever qualquer coisa inspiradora.

Raquel disse...

Cada caderninho que compro (ou faço) representa todo um mundo de possibilidades... poderei lá expressar sonhos, objetivos a curto prazo, receitas, memórias, listas (adoro listas!)... ou, como acontece na maioria das vezes, nada! Mas as possibilidades mantém-se lá para um futuro que, perante um caderninho cutchi cutchi, se apresenta logo mais risonho... mas eu também colecionava folhas de cheiro e acho que mais um par de sapatos nunca é demais... não sei se sirvo como testemunha abonatória! ;)

Mamã Petra disse...

Ora cá estou eu como já te disse no facebook, doida por cadernos.

PrincesaQuaseRainha disse...

Eu também sou. E sim, a minha irmã tb me gozava imenso, até que, há umas semanas se inscreveu numa formação de última hora e precisava de um caderno. EAdivinha lá a quem é que ela foi pedir para lhe ceder um dos seus muitos cadernos em branco? Pois... a mim.
Portanto, um dia destes ele ainda vai precisar de um desses caderninhos :)
Bjs

Kuski disse...

Bem vinda ao grupo :)
A maior loucura foi um forrado a pele que continua imaculado arrumado numa gaveta como se fosse uma preciosidade :)
E a quantidade deles que eu tenho com capas das que faço.... E não uso :)
E quando quero escrever qualquer coisa, é num papel solto! Os cadernos são para preservar :)

Maria disse...

Não estás sozinha, não! Faço o mesmo com cadernos, post-its, canetas, lápis, etc. Sim, eu perco-me em papelarias! Deixarem-me à solta numa papelaria catita com uns trocos quase equivale a ganhar o euromilhões!

mariana disse...

eu até os dos chineses assalto -.- cadernos e livros. a minha sina.

mariana disse...

P.S Já sei o que te oferecer no Natal!

H disse...

Eu confesso que sou viciada. Principalmente quando viajo gosto sempre de comprar um caderninho ou bloquinho de recordação.
A minha perdição são as papelarias...
Guardo-os religiosamente e só pontualmente lhes dou uso. Muitas vezes levo um comigo porque me pode apetecer registar algo, mas tenho uma pena de os estragar que na maioria das vezes volta à gaveta

Vanessa disse...

PRESENTEEE!
Eu também pertenço ao grupo. Dá-me mais gozo comprar caderninhos giros que sapatos. É mais fácil encontrar um bonito caderno que uns sapatos perfeitos.
E também não escrevo neles na maioria das vezes. Ficam anos sem serem escritos. Mas adoro-os como como adoras peças de arte.

sm disse...

Assumo! Sou viciada em caderninhos há pelo menos 30 anos! E sim, a culpa foi da colecção de caderninhos de cheiro.

Galopim disse...

Cadernos, apesar de gostar, não tenho o hábito de comprar. Mas lembro-me bem, também, da coleção de folhas com cheirinho que tinha quando era miúda. :)

sm disse...

Assumo! Sou viciada em cadernos, moleskines, agendas e afins há pelo menos 30 anos. Continuo a sê-lo mesmo quase não escrevendo em papel. E sim, a culpa foi dos caderninhos de cheiro!

Ni Luz disse...

Junto-me à causa. Já nem sei quantos são e estão espalhados por todas as divisões e gavetas cá de casa :P

Sofia Loves disse...

ai os bloquinhos de cheiro... tantos, tantos!!!

Maria Carpideira disse...

Olha eu aqui!!!
Dizes tu que tens 13?
Nem vou dizer quantos tenho que parece mal...é só apanhar em promoção que não dá para resistir, sim têm um cheiro diferente e sim são bonitos e mais baratos que sapatos...estou contigo, viva os caderninhos, blocos e bloquinhos de cheiro em extinção!

rummy_ disse...

cara pólo norte: não estás sozinha! também não resisto e tenho que fugir das secções de papelaria!

Cristina disse...

Je m'accuse! Caderninhos e canetas. Gosto de dizer que é "defeito profissional de jornalista", mas a verdade é que já era assim antes de querer ser jornalista, e deixei-me do jornalismo há anos e os cadernos e as canetas... pois. ;)

rosa do deserto disse...

Eu tive uma mini mini mini coleção das folhinhas de cheiro.

E sou maluca por caderninhos com capas giras. Adoro! Aliás adoro coisinhas fofinhas de papelaria. Agora já não compro os ditos caderninhos porque... há que poupar €! Tenho vários caderninhos em branco, intactos à espera de um dia lá escrever. Tenho imensa pena de lá escrever e os "estragar"...

:)

Alexa ML disse...

Aqui mais uma! Nascida a umas milhas de distância de mamén e a residir em terra que tem muitas lojinhas cheias de cadernos fofos =P

AnaLua disse...

eu assumo-me :) ja podes pensar em criar o grupo das cadernolicas anonimas :)

Ana Chagas disse...


Afinal somos muitas!

Neste momento olho em volta da sala, e são imensos os cadernos espalhados por aqui. Mas não, estes não são bonitos. Alguns em branco, outros cheios, e muitos a meio ou com um par de páginas rabiscadas.

Graça disse...

Presente :) :)
E ainda tenho a minha colecção de folhinhas!!!

Ana disse...

Culpada! Também tenho esse gostinho de comprar cadernos e caderninhos só porque sim! Ah e a minha culpa estende-se também a canetas e canetinhas :)

São João disse...

Bom, minha cara alma gémea, parece que vou ter de colocar umas fotos no meu blog... depois vai lá ver ;)

mumdream disse...

Olha eu que pensava ser um caso raro. Tens aqui mais uma caderno adicted!!!

Emília Castilho disse...

Fã de cadernos também me confesso.

Cantinho da Somi disse...

Ups! mais uma para juntar à lista.
São tão fofinhos ...

Ines disse...

Eu - maluquinha - me confesso :)

SL disse...

a minha filhota... cadernos, canetas e afins... aos 5 anos a melhor prenda de natal foi uma caixa cheia de cadernos todos os feitios, lapis e canetas varias cores, post-its e afins... e qdo vamos às compras, é na secção de papelaria que se perde...

Patricia disse...

Junto-me à (extensa) lista. Assumo a minha panca por cadernos, lápis, folhas... Adoro!

Ana Magalhaes disse...

Mais uma dependente de caderninhos. Também sou dependente de agendas (eu sei que os smartphones agora têm isso tudo, mas eu gosto de ter uma agenda de papel desde que me conheço por gente e é sempre comprada por esta altura, antes muito do fim de ano) e quando em miúda também colecionei folhinhas e caderninhos de cheioro.
OS meus cadernos costumam ser usados até a última folhinha. Quando era uma adolescente afastada geograficamente da minha melhor amiga, escrevia nos meus caderninhos cartas enormes e depois enviava para ela.
Usei muito como diários e desabafos.
Hoje uso para listas, planos, contas etc.
Mas anda sempre um caderno comigo na carteira e há sempre suplentes à espera de serem usados em casa.
Beijos

Alexandra Ferreira disse...

Eu mando fazer cadernos para mim.
Pago uma pipa de massa, porque caso não haja AQUELE papel que eu quero, com as linhas com a altura CERTA, eu compro o papel, mando imprimir, cortar e encadernar.
Sim, eu uso-os.
Escrevo neles.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...