domingo, 10 de novembro de 2013

31 razões para não fazer a dieta dos 31 dias (I)

1- Não se pode beber álcóol. Uma pessoa até pode ter todo um glamour- que tem- que vai beber um copo à noite com as amigas e uma pede "uma vodka só com gelo e limão", o outra "um gin tónico" e outra ainda "um cosmopolitan" que assim que, em voz sumida, diz em sussurro "uma coca-cola zero, por favor" está o caldo do glamour entornado.
2- Gelatinas sem limite de consumo. Eu acho que a estratégia é ver a gelatina e pensar nas coxas e rabo e até com fastio de gelatinas se fica mas a verdade é que comer gelatinas até não haver amanhã é capaz de ser bom: para o peso, para as unhas e o cabelo. Temo no fim da dieta ficar uma boneca "troll" magérrima com unhacas à Maya. Não é bonito, não senhora.
3- Pão só uma vez por dia e escuro. Acho mal descriminar-se o pão com base na sua tez, o racismo panificador é coisa que me aflige, a Ágata é a skin head dos pães caucasianos. Buhhh!
4- O culto do gengibre. Ah e tal, raspas de gengibre aqui e gengibre fresco ali: onde quarailho se arranja gengibre? Já procurei em todos os Continentes, Pingos Doces e afins, até tamarindo (wtf?) encontro à venda, gengibre nem vê-lo.
5- Massa, pasta, tagliatelli, macarrão, esparguete, fusilli, raviolis: tuuuuuudo proibido. Uma pessoa é pobre, a família faz durante toda a infância massa com espaguete com macarrão e carne guisada para "render" e- imagine-se!- a coisa impregna-se de tal forma que se passa a adorar massa, ao ponto de num restaurante italiano preferir sempre massa a pizza, e depois vem a nazi das dietas e retira o quê? Massa.
6- Não se pode comer sushi (só sashimi). Ora o sushi já é uma iguaria cara. Se eu pedir só sashimi, ou seja, só o peixinho cru fatiado sem o arroz para encher o bandulho, vou à falência tal o preço que me cobram. Pensando bem, ir à falência é capaz de ser bom para a dieta dos 31 dias: uma pessoa encharca-se de sashimi a uma refeição e fica tesa o resto do mês, a pão e água. Ou melhor, como o pão é proibido, fica só a água. Um regalo.
7- Enchidos de aves são uma bela merda. Salsichas de peru sabem a nhonhó, mortadela de frango é bullshit e a malta gosta é de fiambre da perna extra, presunto de pata negra e bacon do bom.
8- A Ágata não é uma inspiração. Ok, ela teve 90 Kg quando andava na faculdade e perdeu peso com a sua dieta. Ora bem, toooda a gente sabe que o metabolismo é mais acelerado em idades mais jovens, portanto, a conversa "a dôtóra já pesou 90 Kg e agora pesa 42 Kg" é para boi ouvir. Na faculdade eu pesava 50 e poucos, ó que merda!
9- Fazer dieta acaba com a vida social. "Ah, a semana passada já não quiseste vir ao Indiano, ouve lá, hoje queres vir ao La Siesta?". "Ahhh, não, deixa estar a Ana está rabugenta!". "Rabugenta, nem se ouve a miúda, pá... Anda lá, não sejas cortes"... Pensamento palatal de fajitas de pollo e margaritas, faço um compasso de espera na chamada telefónica e belisco, propositadamente, a miúda no pé para que inicie o berreiro: "Estás a ver? Eu até ia mas a miúda está com uma birra descomunal..."
10- O dia da asneira é tipo as bodas dos casamentos: vê-se uma mesa cheia de comida, marisco, queijos e doces,  uma pessoa anda a sonhar com aquelas iguarias dias seguidos e quando chega a data olha-se para a mesa e as possibilidades de enfardamento são tantas que se perde o apetite. Ágata, é oficial: odeio-te!
11- Passa-se fome. Não me venham com merdas: uma pessoa está sempre a comer, está cheia, mas não fica satisfeita. Fica mecanicamente saciada mas não fica com o estômago a bater palmas, como deve de ser. Não fui feita para isto, caramba!

(continua)

(Leididi- primipara boa, estamos juntas nisto!)

21 comentários:

Alexandra disse...

Esquece essas dietas. Isso resulta sempre em mais tarde recuperar o peso perdido e ainda ganhar mais uns quilos.

Procura uma actividade física que te agrade. Existem centenas, portanto, se não gostas de correr nem de ginásios, nem vás por aí. Experimenta dançar. Quem não gosta de dançar? É excelente para queimar calorias e ainda te permite comer o que quiseres. (Para além de nos fazer feliz.)

Anos de vida em ginásios, com treinos à séria e muitas aulas todos os dias e nada bate as minhas aulas de Ballet, Jazz e Contemporâneo. São uma maravilha e como o que quero. Ahh, o Ballet é para todas as idades. Claro que já não vais ser bailarina clássica, mas podes aprender e praticar em qualquer idade.

Com o que quero (Vou ser mete-nojo), quero dizer uma tablete de chocolate por dia, bolos, queijinho, tudo. Para além de queimar muito, nunca tive o metabolismo tão alto.

Além disso, devo dizer que só o facto de não comeres duas horas antes de deitar ajuda muito.

Fazer um ou dois dias por semana, não de jejum mas de poucas calorias e nos outros comer normalmente também ajuda muito. É o que faço quando tenho espectáculos e penso "Collants e maillot em palco! Terror!"

Estes métodos levam mais tempo mas compensam. Tudo o que é demais não faz bem e isso inclui esses sacrifícios parvos dessas dietas.

Boa sorte!

Alexandra disse...

(Following)

Pólo Norte disse...

Alexandra, Alexandra, tu não lês o meu blog, Alexandra!

Gosto de comer, odeio fazer todo o tipo de exercício e não tenho pés para a dança: estou condenada à obesidade.

E se agora estou nesta dos 31 dias é por uma questão de saúde, que as costas estão pela horinha do morte, e a médica obriga-me a perder peso. Exercícios recomendados só natação, ioga e pilates (post it: escrever sobre isto!)

Também ajuda à festa não ser alta como tu nem magra (tu és magra, pá!) por natureza.

Esta dieta, que mais não sirva para emagrecer, serve para me entreter e não engordar. E rir-me até à próxima, quiçá?

Cantinho da Bê disse...

Eu faço a dieta "mais ou menos". Ou seja, sigo alguns dos conselhos (muito raramente como massa ou arroz, como gelatinas com tanta fartura que até enjoa e só como pão uma vez por dia), mas depois não sigo uma série de regras: não bebo todos os dias de semana, mas sexta, sábado e domingos são dias de jantarada e de família, por isso, o tinto faz parte da dieta e não ando cá a pedir às pessoas para cozinharem de acordo com as restrições. Durante a semana porto-me razoavelmente bem, deixei as bolachas e os bolos (de vez em quando lá engulo um chocolate inteiro) e abuso dos iogurtes e queijos. E olha, emagreci 2,5 kg. Não é muito, que não é, mas iniciei com o objectivo de perder 4 kg, por isso estou satisfeita. Acho que se fizesse a dieta de forma mais rigorosa ficaria uma cabra do pior, por isso, pelo bem das pessoas à minha volta, faço assim uma coisa moderada, com deslizes à mistura.

Alexandra disse...

Ai, ai... Então não leio? Daí sugerir a dança.

Eu alta? Magra só graças à dança. Caso contrário seria uma espécie protegida de cachalote com 25 mil toneladas e meia.

Os pés para a dança treinam-se. Toda a gente diz isso mas com a prática vai lá. Se podes fazer Ioga e pilates, podes fazer Ballet que dá dez a zero em termos posturais e de gasto calórico.

Nada como experimentar. Além do mais, já viste os belos posts que poderias escrever sobre o assunto? Só não o faço porque a minha identidade sairia imediatamente queimada pois toda a gente me conhece no meio. :)

Lili disse...

,,,,
Subscrevo. Em absoluto.
Tb já andei por essa dieta....
Pois que sim...que é "boa" p fazer de vez em quando...
E é isso mesmo.Fica-se "cheia" e não saciada.
Tem coisas positivas, sem dúvida.
Mas, como em tudo, requere-se bom senso e equilíbrio.

Petra disse...

Adoro cozinhar e odeio dietas, mas sou fã do equilíbrio. Como de tudo e sei quando já estou a exagerar e paro. Meti-me no ginásio ha 10 meses e já vi resultados.
Tal como tu detestava exercício físico, mas passei a gostar! bj

Reflexos... disse...

Dieta , dieta , dieta eu estou farta dela e acredito que ela já nem me pode ouvir.

Uma pessoa até começa bem , mas chega ali aos dias de festa e espalha-se ão comprido.
Eu se não como tenho azia , se como azia tenho.
Tá bonita, estou um cachalote e por este andar ou me cozem a boca ou eu morro obesa.

Mas dizem-me porque não fazes umas caminhadas, fazem-te bem.
É fazem muito bem, vejo gajos bons a correr e eu ali pareço uma lesma a arrastar, os olhitos ficam a palpitar mas fico com uma neura , enfim vou me.

Boa sorte com a dieta que eu hoje estou em modo, vai tudo à frente lol

Nancy Wilde disse...

Eu tenho uma tara por gengibre, fresco e/ou em pó! Em bolos então, caem todos os santos do altar. E encontro sempre em todos os supermercados, garanto-te que os há! A cena do tamarindo também me intrigou.

Pedagogia do Terror disse...

"Passa-se fome. Não me venham com merdas" I LOVE YOU

NP disse...

Finalmente alguém que me compreende! Sempre que lia sobre essa dieta "Não se passa fome" pensava para comigo "és mesmo uma lontra, só tu é que ficas com fome". :D
Um véniazinha para ti!
E eu gosto tantoooooo de comer!

Ana Rita disse...

pra mim acabou a ideia dessa dieta mal li a proibição das massas...sou viciadinha, tou condenada a ser gorda!

São João disse...

Para mim o pior da dieta da ágata é o terceiro dia, tive dores de cabeça horríveis e tonturas, mas depois passou. Ao fim da segunda semana deixas de ter fome. Gula nunca deixas de ter :P

verainacio disse...

Cara amiga Ursa, mais ursa que tu, aos pontos, estou eu...se me vestir de branco capturam-me e mandam-me visitar o país das focas e dos pinguins. tive uma conversa séria com uma dietista que é uma tipa porreira, trata crianças (fabuloso, só uma pediatra da comida para me salvar), e em menos de uma semana, a comer pão, a comer fruta, a comer tudo, perdi 2 kg. sobre desporto, bem, ela aconselha... mas a coisa ainda está em modo projecto. Sabes que mais, ela tem uma filhota que estava lá no sítio a serrar afincadamente umas tostinhas... eu gosto dos amigos dos hidratos. :) Manda a Agata pastar e arranja uma dietista porreira, que não seja uma tirana nazi. ;)
Sffv aqui a link do apartado diz que a página já n existe - confirma se é do meu pc ou se é da página do blg please.

Nuno disse...

Quanto à dieta da Ágata não posso opinar, que nunca a experimentei, mas caso mantenhas algum (pouco, pelo que vejo) interesse em continuar a dieta, e queiras encontrar o dito do gengibre, podes tentar num mercado. Não sei se tens alguma opção à mão, mas deve ser fácil de encontrar o dito do produto... E dizem que é afrodisíaco...

Boa sorte com a dieta. Sei bem como o que apetece mesmo é (quase) sempre aquilo que não se pode comer...

mary disse...

Bebe chá, Ursa! É o que eu faço quando vou a Hemingways e afins, é tudo a lambuzar-se com cocktails dos mais variados tipos e aqui a querida a enfardar chá como se fosse delicioso. De bónus ainda me levanto vinte e cinco vezes para ir à casa de banho fazer xixi. Puta que pariu mais a treta das dietas.

('Bora beber um daiquiri? Vamos às escondidas...)

A Página Trinta disse...

Vamos aqui agora meter um cadinho de nojo...eu Trinta Maria confesso os meus pecados...Engordar é algo que o meu organismo não sabe o que é...quanto ao contrário...é ver-me emagrecer a olhos vistos e eu com medo que um dia um sopro de vento mais forte me leve desta para melhor!...
Mas a Gula é o meu pecado mortal...
Nem quero pensar quando um dia tiver que envergar por esses caminhos do mal a que chamam dieta (Que eu cá desconfio que isto não vai ser sorte para uma vida)Por isso estou solidária contigo... Força!!!Estou contigo!!!Isso não custa nada páaaaaa!!!!!! *

cs disse...


Concordo com a Alexandra! Em mim essas dietas não resultam! Para além de se passar fome e não serem nada saudáveis, quando se acabam andamos com tal vontade de comer tudo aquilo a que nos privamos nos últimos tempos, que engordamos tudo o que perdemos e mais alguma coisa!
No equilíbrio é que está a solução, mas verdade, verdadinha, o equilíbrio é difícil de encontrar para pessoas que gostam mesmo é de comer! :)
A solução passa então por mexer-nos mais e a dança parece ser uma boa alternativa!  Já agora, onde é que praticas Alexandra?? Tenho frequentado o ginásio, mas ando a pensar mudar para uma escola de dança, visto que é só mesmo isso que acabo por fazer por lá!
Ursa, espero que consigas atingir o objetivo e que te divirtas pelo caminho!

Paula disse...

A dieta da Ágata realmente tem defeitos. Pode-se beber cola light cheia de aspartame, pode-se comer salsichas de aves (já viram como é que elas se fazem? nojento. Ninguém devia comer aquilo), permite caldos Knorr cheios de gorduras trans, etc. Mas a dieta dela parte de outras muito melhores (as famosas dieta de South Beach e Dieta Atkins). E melhor ainda que essas todas é a dieta paleolítica, que é a que eu faço. O que têm elas em comum? todas preconizam a retirada dos açúcares/hidratos de carbono e funcionam. A dieta da Ágata tb funciona. Sei porque foi por ela que comecei. Comecei com 61 Kgs e atingi os 49 (sou baixa). E para quem diz que se recupera, isso recupera-se em qualquer dieta que tu faças e depois voltes a comer como um elefante. Eu não engordei um grama desde que atingi os 49 e já lá vão alguns meses.

Neste momento faço a dieta do paleolítico mas como estilo de vida, não para perder peso pois já não preciso. Não sou radical, de vez em quando como Mac ou uma sobremesa mas no geral faço uma dieta low carb. De salientar que nunca pratiquei exercício.

Paula disse...

Nas grandes superfícies o gengibre costuma estar ao pé das batatas, alhos, etc.

Ariana Lopes disse...

ADORO.VOS! LOL todas! Sem excepção :-D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...