terça-feira, 31 de dezembro de 2013

No último ano (adeus 2013)

A minha franja cresceu e fiquei menos capilar-deprimida. Consegui, finalmente, chorar a minha avó. Fui a Trás os Montes e apaixonei-me por Peso da Régua. Apeteceu-me ficar a morar no Solar da Oura. Recebi a Xuxi na minha casa e instalei-a para sempre na minha vida. Rimos muito imenso, horrores. Estive mais recolhida e, por vezes, mais só. Vivi a Ana e não me arrependo um minuto pelas consequências que isso me trouxe. Deixei de usar telemóvel.  Comecei a disfrutar da maternidade com serenidade e segurança. Fiz caminhadas à chuva no Paredão. Optei por abdicar do anonimato relativamente a este blog por uma causa maior. Conheci centenas de pessoas novas. Participei num desafio culinário. Comecei a fazer dieta. Tive um jantar de aniversário tão pavoroso que se tornou cómico. Fui muito, tanto, imensamente feliz em Paris. (Re)encontrei o meu primo e isso deixa-me tão feliz. Fui operada a um pé. Organizei um baptizado e somei aventuras sem fim. Apresentei os Açores à minha filha. Sobrevivi a um terramoto. Rebentei os pontos do pé. Matei saudades da Teresa e da Susana. Contratei uma tuna e até gostei de os ouvir. Comi todo o sushi que me apeteceu. Fui ao cinema menos que o que desejava. Fiquei desiludida mais que uma vez com as minhas melhores amigas. Praguejei mais que a conta. Senti-me triste algumas vezes. Outras a explodir de alegria. Mais vezes do que o queria meio apática. Saí da minha zona de conforto e abracei um desafio profissional numa área desconhecida. Recuperei a leitura. Passei a preferir os tintos do Douro aos Alentejanos. Voltei a Aveiro para apresentar a Ana à praia da Vagueira. Comi uma tripa de ovos moles com cheio a ria. Pensei nos meus avós todos os dias. Conheci a Luisinha e a mãe e gosto tanto delas. Escrevi muito. Não tive tempo nem energia para fazer tudo aquilo que gostaria, Conheci o meu sobrinho Pedro. Não ia sobrevivendo a um baptizado. Estive internada como uma crise de dores de coluna. Assinei um termo de responsabilidade para ter alta. Senti falta de estar mais tempo com a Vanda. E com a Inês. Doei sangue. Passei no Parque Marechal Carmona tantas vezes com a minha filha. Vi estrelas através de um telescópio num telhado de Monmartre. Andei de barco no Sena. Organizei duas festas de aniversário para a minha filha. Sentei-me na relva dos Jardins do Luxemburgo a comer um crepe com Nutella numa tarde tão feliz. Matei saudades das minhas sobrinhas. Conheci a Rititi e fiquei ainda mais fã dela. Senti orgulho, todos os dias, no pai que escolhi para a minha filha.  Reencontrei uma colega de faculdade a propósito de um evento muito especial.  Pintei o cabelo. Fui a uma benção das pastas para além da minha própria. Comecei a frequentar festas de aniversários de crianças. Fiz muita praia em horas desabituais. Comi cozido das furnas nas furnas. Zanguei-me com o S. Pedro 18 e nunca mais voltei. Fiquei tão feliz com a recuperação da Teresa. Fiz imensas sessões fotográficas com a Ana. Praguejei contra o mau tempo nos Açores e a greve da SATA. Mais tarde fiquei agradecida eternamente à mesma SATA por me trazer a Carla e a Cláudia ao aniversário da Ana. Passaram-me todas as hormonas pós-parto.  Comi até mais não os gelados de iogurte da Blueberry. Não fui a nenhum a um casamento. Deixei de conseguir manter vasos com ervas aromáticas e deixei morrer todas as plantas. Abracei gente que queria abraçar há tanto tempo. Tive a casa sempre desarrumada e com brinquedos espalhados em todas as divisões. Comi broa de Avintes em Avintes. Fiquei com uma dívida de gratidão eterna para com o Clube VII. Fui a dois eventos de moda infantil nacional- os Kids Markets ( e gostei). Bebi chá Gorreana na Fábrica dos Chás Gorreana. Fingi acreditar em desculpas esfarrapadas só para evitar conflitos. Tive no Rúben o melhor anfitrião ever. TDescobri o melhor fondue do Mundo no Jardim do Lago. Tive saudades da minha amiga Rita Cavaleiro. Fiz um workshop de cozinha com a Leonor e a Teresa. Peguei em recém-nascidos com tanta destreza. Assisti às aulas de natação da Ana. Jantei com bloggers que adoro ler. Comi uma francesinha no Capa Negra. Conheci o sítio mais paradisíaco do Mundo em Montargil. Comi pastéis de Belém numa sala privada da Fábrica de pastéis de Belém. Fui a menos spas do que o que devia. Fiz um alisamento marroquino e tenho que repetir. Tornei-me comadre da Rosa. enchi a alma de ar puro em frente da Lagoa das Furnas (é a minha preferida, que querem?). Fui ao Pink Day (e jurei para nunca mais). Bebi muitas margaritas no La Siesta. Fiz praia em Outubro em São Rafael. Geri muito mal o meu tempo. Co-organizei o "Todos por Um" com a equipa de pessoas mais poderosa de sempre num dos dias mais inesquecíveis de toda a minha vida. Fui a dois lançamentos de livros. Não fui uma pessoa muito organizada. Apresentei muitas pessoas ao melhor borboletário do Mundo. Tornei-me menos ansiosa e mais tolerante. Nunca perdi o sentido de humor. Dei uma entrevista para a revista Visão. Morreu o António Ramos Rosa. Comovi-me a primeira vez que ouvi a Ana dizer "mãe". Continuo a comover-me todos os dias. Revi as minhas prioridades. Parti numa aventura pelas noites do Porto com a Rosa, a Filipa, a Rossana, a Sandra, a Isabel e a Elisa. Apresentei queixas à polícia três vezes. Fui pagar uma promessa a Fátima. Conheci bloggers que admiro muito. Comi sopas do Espírito Santo nos Açores. Recebi a minha primeira prenda do dia da mãe. Distribuí refeições quentes a sem-abrigo. Contribuí para que 1000 pessoas se tornassem potenciais dadores de medula óssea. Ajudei a Ana a apagar a primeira vela do seu aniversário na festa de casa. Fui ao velório do Rodrigo. Não aprendi a tocar nenhum instrumento musical. Ia incendiando o meu cabelo em Notre Dame. Tirei menos fotografias que o que devia. Caguei-me nas dietas. Recusei trazer pessoas nocivas do meu passado de volta para o meu presente. Constatei que a balança da vida encarrega-se sempre de equilibrar as coisas.Vi a minha mãe voltar a cozinhar bolos fabulosos para a festa de aniversário da neta. A Alice Vieira comentou um post meu. Aliás, dois. Tive medo de perder uma amiga para sempre. Tive um sabor de gelado dedicado ao meu heterónimo blogosférico. Apaixonei-me pelas Termas das Caldas da Felgueira. Fui ao "Rocha no ar" da RFM. Decorei as letras das canções todas dos Caricas. Comio melhor manjar mexicano de sempre pelas mãos do Nuno. Bebi chá marroquino com a Carla Rocha, a Teresa, a Rosa e a Sandra. Organizei a maior festa de primeiro aniversário de que há memória e fui imensamente feliz e senti-me completamente realizada nesse dia. Tive o prazer de conhecer as melhores cake designers do Mundo que confeccionaram o mais espectacular combolo do Universo.Assisti aos primeiros passos da Ana. Li histórias para a Ana dormir. Povei banofee. Ganhei dois concursos. às vezes senti marasmo. Andei num carro de reboque. Tive um jantar tão bom no Príncipe Real. Ganhei um grafitty espectacular na parede da minha sala. Conhecia o astral tão bom do BOA. Recebi da Titá a receita do melhor bolo veggie do Mundo. Despedi-me de um amigo que vai viver para S. Francisco. Fui ao teatro com a Ana. E a um concerto para bebés. Não consegui retomar contacto com todas as pessoas que queria. Voltei ao Museu do Azulejo. Frequentei dois workshops de primeiros socorros. Fui entrevistada pela Joana. Não aprendi a fazer origami. Recebi uma declaração de amor pública. Assisti à mehor festa de 40 anos de que haverá memória. Comemorei um aniversário especial no Orixás. Fui mãe todos os nano-segundos do ano. Fortaleci o meu casamento. Decorei uma árvore de Natal a três.Tive orgulho na minha prima. Comi mexidos como se não houvesse amanhã. Nunca fui tão feliz na minha vida pessoal. Este blog trouxe-me experiências tão boas e pessoas tão queridas. Não gastei energia com merdas. A Ana continua a fazer dos meus dias dias infinitamente felizes. O seu crescimento e as surpresas de cada dia são a alegria de toda a família. Fiz novos amigos.Tornei-me numa mulher mais completa. E, sim, mais feliz. 

Que venha 2014. 

13 comentários:

Carlinha disse...

E virá com tudo de bom a que tens direito!

mariana disse...

que venha ele!:)

Mamã Petra disse...

Olha estou cheia de ciscos, e posso dizer 2014 vai ser o ano em que vamos desfrutar mais da nossa amizade, quero estar pelo menos uma vez no ano.com vocês, são a parte fantástica de um dia ter começado um blog, anda meio abandonado mas ainda hoje vai ter um post histórico. Feliz 2014. Beijinhos aos. 3

POC disse...

Parabéns. Acabas por ser um bom exemplo para muitos.

À meia-noite, se vires um coxo no Largo, já sabes. Posso não ser eu, poderei estar já a dormir.

Bom ano.

rosinha cruz disse...

Minha querida, que 2014 te traga tantas coisas boas como 2013 e se possível ainda mais.
Tu realmente viveste e foste feliz, sinto uma pontinha de inveja :)
Beijinhos

Vanda Fidalgo disse...

Venha ele e mais uns quantos, já agora ;)
Com saúde da boa

Bigodes de Nata disse...

Tão bom!!! Consigo realmente sentir-me feliz por ti ao reler tudo isto!!! Gosto de ti porra!!! E que 2014 seja assim ou melhor! :)

Sofia disse...

Foi um ano bem cheio :)

Raquel Lourenço disse...

<3

Almofariza disse...

E continuas com memória de elefante ;)

(grande ano)

Cadês
Almofariza

Maria João Coutinho disse...

Bom Ano...não te conheço, mas quero mesmo, mesmo que sejas feliz!!!! Beijos

Fozeira disse...

Bom ano Pólo Norte...:)

Para que conste morei um ano no Peso da Régua e,ao mesmo tempo que foi bom, também foi muito sufocante. Muito bonito mas muito pequeno,mesmo...a menos que gostes que toda a gente saiba o teu nome, com passado incluido, presente e futuro e tudo, tudinho, seja culpa tua, a pessoa que vem de fora...Uma óptima experiencia, portanto! :)

Contudo, o Alto Douro é lindissimo, especialmente, no Verão/Outono em que a paisagem muda e o tempo parece parar...

Beijo no coração

Ju

Patrícia Teodoro disse...

Foi um ano cheio de vida e fora as experiências que te esqueceste. Apesar de já estarmos a dia 5 de Janeiro desejo aos 3 uma ano ainda melhor e melhor e se possível o melhor de todos até agora

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...