domingo, 23 de fevereiro de 2014

Ando um bocado sem paciência para as pessoas em geral

[Sempre acreditei que as pessoas só se afastam porque deixam de gostar umas das outras. Isto vale para todas as relações, especialmente as de amizade, sem compromissos monogâmicos, relações desgastas pela mesquinhez da vida doméstica, do saldo da conta no banco, do atraso no pagamento da factura da electricidade, pela ameaça de corte, pelo mau hálito matinal, pelo pijama debotado, pelos hábitos que irritam e as vozes esganiçadas corrompidas pelo dia-a-dia e pelos beijos sem língua que teimam em chegar à vida dos casais. 
Depois acreditei que as pessoas se afastam por tudo: porque preferem que se lhes minta, porque não têm tempo ou pachorra umas para as outras, porque não lhe apetece fazer fretes, porque levam tudo a peito, porque se cansam das mesmas conversas, porque querem mudar, porque não querem mudar, porque estão em estádios de vida diferente e as pessoas não vivem no mesmo tempo de vida, só de Mundo. 
Hoje acredito que se afastam porque sim. Não é preciso razão. Talvez porque permanecer junto dê imenso trabalho e sem uma conta conjunta não há motivo suficientemente válido que mereça o esforço de querer ficar. ]

9 comentários:

vera ferraz disse...

É isso. Não estão para ter trabalho... mas nestes casos, só faz falta quem cá está ;)

anovska disse...

E é por isso que mesmo depois de casados não paramos com os beijos de língua. Porque vale a pena o esforço e porque juntos é tão melhor!

anovska disse...

E é por isso que mesmo depois de casados não paramos com os beijos de língua. Porque vale a pena o esforço e porque juntos é tão melhor!

Lili disse...

Quando qualquer coisa dá trabalho é uma chatice...

Sofia Loves disse...

:(

Petra disse...

Hoje em dia a moda, é que tudo dá trabalho, tudo chateia... Enfim, como já foi dito, só faz falta quem está por mais que isso as vezes nos possa magoar.

Eva Gonçalves disse...

Mas, é sempre tão bom quando do nada se percebe que o afastamento só foi fisico... Que ao fim de 5, 10 anos quando há reencontro continua lá (quase) tudo!
http://aaventuraculinaria.blogspot.pt/

Lita disse...

Quantos partilham o tecto e a conta bancária e vivem kms luz distanciados? E não me refiro apenas a marido/mulher, existe também muito entre pais/filhos/irmãos.

Aos olhos de muita gente, o afastamento pode parecer o caminho mais "fácil", o não se querer dar ao trabalho de lutar pela relação. Esquecem-se é que se calhar já houveram ali anos de luta. Anos a engolir sapos. Anos a deixar a própria vida para trás à espera que dali resulte uma familia como deve ser. Anos de luta para alcançar o devido lugar de esposa/marido/filho/irmão e a sentir apenas um enorme vazio.

As pessoas não se afastam apenas porque sim. Afastam-se quando percebem que há outros caminhos que as podem fazer mais felizes.

Ninguém se afasta do lugar onde se sente bem. Ninguém mesmo! Quando as pessoas se afastam é porque não se sentem confortáveis.

CS disse...

Por mais esforço que fizesse não encontraria uma melhor forma para dizer aquilo que penso...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...