quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Um melhor ano novo, Catarina

Tinha acabado de perder a minha avó e havia uma data para comemorar. Tinha acabado de aaber que estava grávida e foste a primeira a quem contei. A ti e à Xana, antes de a qualquer outra pessoa.  Estava incrivelmente triste, numa tristeza demorada, numa tristeza infinita e que não cessou até hoje, que nunca mais vai passar. A minha avó tinha acabado de morrer e com ela a minha infância, a melhor parte do meu passado, o que restava vivo do meu avô, entidade una que eram. 
Tinha uma viagem paga para Nova Iorque e só me restava cancelá-la. Foste tu que me impediste de o fazer, explicando-me que às vezes era bom ir ver a tristeza do outro lado do Mundo.
Hoje não te posso levar longe, suficientemente longe para veres a tristeza noutra longitude ou latitude, mas hoje quero ir ver essa tristeza contigo numa não comemoração que não vai servir mais do que para estarmos juntas. Os dias especiais não têm que ser celebrados, aprendi contigo, mas temos que vivê-los. 
Não mais seja em homenagem a quem já não o pode fazer connosco ou sem nós. 
Um melhor ano novo para ti, minha amiga. 

1 comentário:

Ana e Kiko disse...

Força, beijinho grd <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...