quinta-feira, 27 de março de 2014

A propósito do post anterior e cravanço a um fotógrafo que queira agarrar na ideia!

Nos Estados Unidos iniciou-se uma campanha "End the Mommy Wars" que pretende consciencializar para a necessidade da sociedade civil respeitar a diversidade de escolhas na parentalidade.
Eu, que sou uma defensora da liberdade de escolha, da liberdade de cada família decidir o que é melhor para a sua dinâmica familiar, sem juízos de valor, sem comparações, sem competições de que mãe é mais abnegada, faz mais sacrifícios e gosta mais do seu filho que a do lado, juro que adoraria que se fizesse algo deste género no nosso país.
Já se sabe: o direito à escolha pela não amamentação natural seria a minha bandeira!
Algum fotógrafo quer alinhar numa campanha destas para lançarmos no Dia da Mãe? Bora lá!



















(Toda a campanha aqui)

13 comentários:

Ana Sofia Santos disse...

uiui :)

Claudia disse...

Adorei

talk_on_corners disse...

Espera: não temos direito a escolher a não amamentação natural? Oi!? :)

Pólo Norte disse...

Talk on corners,

Temos direito ao que melhor nos aprouver.

(*suspiro*)

São João disse...

Isto é muito fixe e muito importante. A diversidade é muito importante. Infelizmente ainda há um excesso de gente burra que acha que sabe tudo e que defende a uniformização do mundo. Pobreza de espírito.

Rita B. disse...

Quero alinhar nessa. Conta comigo. Eu quero o slogan "Direito a ter um horário reduzido/flexível".

Cátia Henriques disse...

Adorei a ideia e adoraria participar numa iniciativa assim!

República da Bicharada Clínica Veterinária disse...

deixa ver...
amamentei o meu puto até aos 3 anos e meio e só parei pq ele começou a ir para a casa dos avós paternos mais dias e o meu leite secou.
Fui adepta do co-sleeping (apesar de isso me parecer um pouco aberração antes de ser mãe) desde o hospital (ralharam tanto comigo!)
Ainda não perdi o peso (4 anos depois) todo da gravidez (e só engordei uns 10 kg... que preguiçosa).
Não deixava o meu filho chorar até adormecer...
Mas essas foram as minhas escolhas, por uma razão ou por outra. E acredito que (a maioria) as mães fazem o melhor que podem e sabem e tomam as suas escolhas de acordo com essas circuntâncias. Por isso apoiava um projecto destes em Portugal. E sim, sou a favor de parar com essas guerras do que é melhor para os bébés. Eu só sei o que é melhor para o MEU bébé e, por conseguência, para MIM.
Beijinhos

Filomena Silva disse...

Adorei esta campanha!!!

Carla Miguel disse...

Subscrevo! Abaixo as competições.

Telhados Meios disse...

Adorei a campanha!

Já arranjaste fotógrafo? Há aqui um em Coimbra cheio de vontade de participar. E nem a distância o demove, nós queremos é desculpas para ir passear até à capital. ;)

Heidi disse...

Adoro! Liberdade de escolha já!

joana disse...

sou fotógrafa e estou interessada, para onde contacto? :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...