domingo, 2 de março de 2014

Apelo importante




"A cunhada de uma amiga descobriu, no primeiro trimeste da sua primeira gravidez, que tinha leucemia... Às 32 semanas, teve o bebé no HSFX, onde ambos estão até hoje internados. O bebé (Bernardo) está óptimo e faz 1 mês amanhã.

A mãe tem passado por um grande sofrimento, não só por não poder estar com o bebé, como pelo avançar da sua doença... Duas semanas depois de o ter (porque entretanto apanhou uma pneumonia), fez cinco dia seguidos de quimioterpia (24h/dia), que terminou hoje à meia noite...

Daqui a uma ou duas semanas, poderá fazer transplante de medula, que no seu caso terá de ser 100% compatível. A família e os amigos não são compatíveis (nem mesmo os seus 3 irmãos, que apesar de serem todos compatíveis entre si, não são com ela).

Um de vocês pode salvar a vida desta mulher... Por favor ajudem-na a encontrar um dador compatível. Só têm de se dirigir ao Centro de Histocompatibilidade do Sul Hospital Pulido Valente (Alameda das Linhas de Torres, nº 117), de segunda a Sexta-Feira entre as 8.00 e as 16.00 horas.

Obrigada."


A Ana Ferreira fez o apelo e estou certa que a comunidade quadripolar que ainda não se inscreveu como potencial dador de medula óssea não vai deixar de se sensibilizar e deixar de adiar.

Conto convosco?

(Tudo sobre doação de medula óssea aqui)

5 comentários:

cantinho disse...

Espero que a Ana Ferreira encontre alguém compatível.
Eu não tenho estrutura para isso, caso contrário, faria todo o gosto.
As melhoras para ela
Beijinho

Maria Pinto disse...

Doei sangue pela ultima vez na sexta-feira e claro já me inscrevi como dadora de meduloa óssea à algum tempo. Como costumo dizer quem não o faz é um ovo podre e de erteza nunca viu ninguém dos seus ou das redondezas a precisar de alguém compatível para viver.
Eu espero sinceramente que encontre um dador compatível :)

Solana disse...

Obrigada Pólo por teres partilhado.


Beijinho

Nanaúuu disse...

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10202568518308200&set=a.1321306106747.2048075.1053651402&type=1&theater

Xana disse...

Sou dadora de medula sei lá eu à quantos anos! Fui chamada uma vez, numa das poucas fases da minha vida em que não podia doar (estava grávida). Convenci o marido e a mana a tornarem-se dadores! Partilho os apelos! E ainda não percebi porque continuam a existir pessoas que não se tornam dadoras! A sério! E se fosse connosco ou com um familiar nosso?! Quando é que as pessoas se convencem que doar não doi (doi um bocadinho mas passa! Pior é doer a perda de alguém querido!!! )

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...