sábado, 29 de março de 2014

As Anas da minha vida



Era uma saia da minha avó Ana.
A minha mãe Ana transformou-a num vestido.
Para quem?
Para a minha filha: Ana.

E hoje, enquanto brincava, olhei para aquele pedaço de tecido que já aqueceu as pernas de uma, ganhou uma nova vida nas mãos de outra e encheu-se da magia da infância no corpo pequenino de outra e voltei a perceber a exclusividade do meu verbo "Anar".

4 comentários:

Ana Rendas disse...

"Anar" o melhor verbo de sempre. <3

Ana Garcês disse...

Sem dúvida! "Anar" é o melhor verbo de sempre.

Ana Chagas disse...


Tão bom! E eu, outra Ana, fiquei agora de coração cheio e com vontade de "anar". <3

teardrop disse...

Que belo texto e que bom teres todas essas Anas na tua vida... a saia passar por elas é simbólico e muito bonito!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...