terça-feira, 25 de março de 2014

Até me vieram as lágrimas aojolhos, pá!

Durante a minha infância, depois de cada cirurgia ortopédica (foram várias, dezenas) o período de recuperação era lento, tão lento quanto o tempo sem mobilidade pode custar a uma criança vivaça como eu era. 
O tempo de reabilitação, quase sempre passado no CRM de Alcoitão, era demorado e passado em etapas: as da maca, as da cadeira de rodas (normalmente a etapa mais demorada), a das canadianas e, por fim, novamente a da aprendizagem da marcha autónoma. Eram meses e meses seguidos passados no Alcoitão, a ver sentada a minha infância a passar. 
Por isso, hoje, ao ler a notícia do "The Independent" vieram-me as lágrimas aos olhos. 
É que eu sei a diferença que isto vai fazer na vida de muitas crianças, desejosas de enfrentar o Mundo de pé, de olharem para a infância de cara e corpo erguidos. E estou mesmo, mesmo feliz. 

(link da notícia: aqui)

5 comentários:

Sónia TM disse...

realmente, que noticia bonita...

Sónia
Taras e Manias

Sara Chaves disse...

Realmente, que algo tão simples e tão espectacular. =D

desabafosemrodape disse...

tendo passado por situações problemáticas enquanto miúda, não posso, no entanto saber o que sente alguém com idade para correr e saltar, ver-se "presa" na sua mobilidade. daí que não me admiro da importância desta notícia.

Viagem Doce Viagem disse...

Boa noticia.

viagemdoceviagem.blogspot.com

afonso disse...

Benditas as cabeças boas que inventam coisas fantásticas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...