sexta-feira, 16 de maio de 2014

Ah, sendo assim, fico muito mais descansada...

Cheia de cagufa, quis assegurar-me que estabelecia relação com o taxista do taxi com webcam dupla, naquela de criar empatia com um potencial criminoso para ele poder ter misericórdia da potencial vítima (eu). Pensei dizer-lhe que tinha a depilação por fazer, que é o maior turn off ever, mas depois senti-me ridícula. Comecei por falar do tempo. 
A conversa acabou assim:

"Eu sou proprietário do taxi, não é para ser gabarolas, mas é meu. Foi a única coisa que a minha ex-mulher não me tirou, de resto, levou-me tudo. Até uma casa no Algarve que eu gosto muito de praia, ali ao pé da Herdade dos Salgados, custou-me treze mil contos em 1993 mas ela não gostava do Algarve, dizia que não gostava de praia porque era gorda, e, enquanto eu não vendi a casa não descansou. Treze mil contos, dei entrada de cinco mil que tinha poupado de solteiro e o resto o banco emprestou-me, crédito bonificado, que eu tenho uma deficiência numa perna e tenho juros bonificados. Fiquei coxo de um acidente na guerra, não tenho o mesmo tempo de reacção, sabe? Por exemplo, se agora me aparecer um cão à frente e eu travar, coitadinho do animal, é atropelado de certeza, não vou a tempo, percebe? Mas dizia eu, a minha ex-mulher ficou-me com tudo, até com o dinheiro da venda da casa do Algarve. Sabe o que fez a seguir a nos divorciarmos? Emagreceu e cheguei-a a encontrar na praia, no Algarve, com o gajo com que está agora. Não é preciso ter vergonha na cara? Graças a Deus fiquei com o táxi..."

Entre um taxista violador e um coxo que não me vai travar a tempo se um camião TIR se meter à nossa frente, chego à conclusão que hoje o caranguejo deve estar em primeiro lugar na tabela da Maya: cheguei viva ao Saldanha. Ufa!

7 comentários:

pés no sofá disse...

ia dizer para não te esqueceres de o avisar com alguma antecedência onde querias que ele parasse para não andares muito a pé, mas depois perecebi que já chegaste.

disse...

Tinhas mesmo de ser caranguejo pá :P

Pedro P. disse...

Fiquei sem mulher, fiquei sem casa, fiquei sem as poupanças de solteiro.. mas fiquei com o Taxi.

Esta história parece uma música da Ágata. :P

fernanda freitas disse...

ai o que me ri com a parte final, és mesmo engraçada!!

Este Blogue precisa de um nome disse...

ahahahahahahahahahah

Este Blogue precisa de um nome disse...

ahahahahahahahahahah

Carla Isabel disse...

Muito muito bom...eu nao sei se nao destaria a rir...eu nestas coisas de manter a compostura, desmancho-me logo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...