sexta-feira, 30 de maio de 2014

Lisboa # dos jacarandás

Foi, provavelmente, o escritório com melhor localização onde já trabalhei. Nas águas furtadas da Avenida D. Carlos, onde trabalhava de sol a sol, não muito contente com o trabalho nem com as pessoas com quem trabalhava, pela obrigação de ganhar dinheiro para pagar o ser adulta mais que pela realização profissional, esperava que a balança da vida equilibrasse as contas da minha felicidade.
No dia em que saí daquele local- não sabia que era para sempre e que nunca mais quereria voltar- por causa de uma gravidez de alto-risco, recordo- me de ter sentido um misto de inquietação e alívio.
Ia para casa tomar conta de um bebé, do meu bebé- nessa altura já Ana- a morar em mim. Até ao dia A, que só chegou uns meses depois. E no meio da preocupação, da incógnita do futuro, da ansiedade, lembro-me de olhar para o céu e o Mundo me dar a resposta.
No caminho, a pé para a paragem de autocarro, os jacarandás em flor antevinham que o que viria a seguir ia ser- muito, tanto, imensuravelmente- melhor.
Hoje voltarei à D. Carlos, para matar saudades das flores, tectos das águas furtadas do início de uma nova vida. A contar vinda do céu.



4 comentários:

Alex disse...

Fantástica essa foto!

Ana Sofia Santos disse...

uma imagem com crédito errados
o dono da foto http://instagram.com/jcardfern

vidademaemulhernos40 disse...

Também é assim a minha rua...

cantinho disse...

Lindíssimas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...