quarta-feira, 25 de junho de 2014

24 horas (ou quando a realidade supera a ficção)

"Pronto, já resolvi e vou-te enviar um mail com o comprovativo de compra: comprei o frigorífico, o fogão e um portátil para a Carolina". Foi assim, de forma desprendida e despachada, que o Paulo se dirigiu a mim via mensagem de facebook do blog. No email, lá estava o comprovativo de compra, tudo novinho em folha, a estrear, com a morada da Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa, como local de entrega.
Antes disso a Sara escreveu-nos a dizer que comprava a máquina de lavar.E logo no dia em que saiu o post com a lista dos bens que a família precisa a Patrícia comprou o microondas e, como não tem carro, a Maria João ofereceu-se para o transportar até à Escola da Cruz Vermelha. 
A a Célia e a Joana ofereceram a parte do mobiliário que falta e a Ana (só podia ser Ana, caramba...) toda a decoração do quarto da Carolina. A mãe da Vanessa vai dar um jeito aos cabelos e a Diva assessoria de imagem, o sonho de qualquer adolescente! 
A Ana Rita está a organizar um cabaz de bens alimentares para o mês, sempre é uma ajuda e um grupo de meninas do Porto (beijinhos Joana Linhas e muchachas!) quer organizar-se, em princípio, para providenciar o material escolar do próximo ano lectivo. 
A Sandra está a recolher tudo, com a competência e o altruísmo a que sempre nos habituou (eu não sou ninguém sem a Sandra: beijinhos, minha estupora!).
Muita gente quer enviar vales oferta de roupa, livros para a Carolina, não consigo nomear todos com muita pena. Queria agradecer assim, um a um, por se importarem, por não se deixarem corromper pela vida, por não desconfiarem, por acreditarem que fazem a diferença. Muitas vezes a responsabilidade de todos acaba por ser a responsabilidade de nenhum, muitas vezes estes pedidos públicos geram reacções como "ah, está tanta gente a ler, alguém há-de ajudar, não sou preciso..." e é bom saber que vocês, um a um, quis saber, procurou como ajudar, despendeu tempo, dinheiro, energia e fez acontecer.
Perguntaram-me, ao longo destes dias, como faço para conseguir mobilizar tanta gente. Sem falsas modéstias (que eu não sou de salamaleiques) acho que o mérito nunca é de quem conta a história. É de quem a lê com olhos de ler, com olhos de mãos à obra, com olhos de acreditar que é possível. E que, aconteça o que acontecer, dê as voltas que dê, os desejos se vão concretizar.
A Psicologia chama a isso "profecias auto-confirmatórias". Eu traduzo-vos: é uma questão de fé!

Obrigada a todos, um a um, nome a nome. 
Daremos (eu, a Leididi e a Sílvia, jornalista do jornal "i") à Carolina um abraço carregado de vocês. 

12 comentários:

SL disse...

és grande!!!
e tens os melhores leitores do mundo

Papoila disse...

Orgulho

Carolina Mendonça disse...

Muitos parabéns ;)
Bem haja a todos os que ajudaram e a ti, Polo Norte, por nos fazeres acredita que afinal o BEM existe... É como dizes, uma questão de fé!

As vezes tenho mau feitio disse...

Vivi mais de metade da minha vida fora de Portugal...
Voltei, e as vezes arrependo-me, mais devido á situação financeira em que se encontra o nosso país.
Mas, quando vejo, tanta gente que se move em volta de uma causa, quando vejo que NÒS Portugueses, movemos mundos e fundos por pessoas que nem conhecemos...sem que fiz a opção certa... Não há povo mais solidário que NÒS!
E por isso, tenho muito orgulho em ser Portuguesa...
Não há ninguém, mas ninguém como nós!
Quanto á Polo Norte...
è de facto...uma pessoa bonita!
Por fora não sei porque nunca a vi...mas, por dentro, é , isso de certeza!

Turn the Page disse...

Apesar de já te ler há algum tempo, é a primeira vez que venho cá comentar. E é só para te dizer que és grande!

mariana disse...

Um abraço do tamanho do mundo para ela, e que pode saber que tem aqui uma amiga :) O video que sugeriram sempre vai para a frente?:)

República da Bicharada Clínica Veterinária disse...

podes-me mandar um nib para enviar um donativo? O meu mail é republicadabicharada@gmail.com
Obrigada.
Gostava muito de ajudar mas parece-me ser esta a única forma que posso

L. disse...

Somos de facto um país de pessoas com um coração gigante! Ursa, gostava muito de ajudar, não tenho meios para comprar o que esta familia mais precisa, mas vi aqui uma leitora a pedir um nib e gostava de contribuir dessa forma!

As vezes tenho mau feitio disse...

Ola Polo Norte.
Para as pessoas que gostariam de enviar um donativo, não seria possivel, enviar vales de supermercado? assim poderiam usar no conforme a necessidade.

SandraCardoso disse...

Caraças melhér!! Até me fizeste chorar.

Um abraço apertado (sou mulher de abraços) a ti, a mamén, à leididi, à professora e à Sílvia que levou a história para a frente.

Dianinha disse...

este mundo é tão bom assim! :)

Petra disse...

Quero enviar roupa, depois queria saber para onde? fico tão mas tão feliz....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...