terça-feira, 29 de julho de 2014

Pólo e o pé de hortelã

Antes de ser mãe não havia planta que me resistisse. Fui aquela pessoa que matou cactos... à sede. Mas depois caiu a graça de Nossa Senhora das Parideiras em mim e, após ser mãe, a coisa começou a correr bem.
Comecei com cactos e ali estão eles, inteirinhos e com bom ar, ao parapeito da janela. Depois veio uma flor de cera, daquelas que não precisam de muita água e que me presenteou com uma única flor esta Primavera mas que valeu por todas as flores do Mundo: raistaparta a flor era uma coisa fabulosa!
No outro dia decidi comprar um vasinho de hortelã. A ideia era poder ter meia dúzias de ervas frescas para pôr na canja da miúda, numas limonadas e assim. Reguei o vasinho todos os dias mas sempre naquela ideia fixa que, mais dia menos dia, lá se acabavam as folhas de hortelã. Mas afinal, diz que não.
Neste momento, tenho hortelã com a altura de mais ou menos 70 centímetros. Eu acho que de cada vez que me abeiro do vasinho e suspiro da admiração pelo facto dela ainda estar viva, a sacana da planta saca-me do dióxido de carbono do suspiro e cresce mais um ou dos centímetros.
Mámen diz que não é hortelã, que na verdade, é um pé de feijão e não tarda muito desce-me pela chaminé um João e um gigante e tudo o que eu tenho direito.
Eu continuo admirada com o meu novo eu: sou, finalmente, uma pessoa capaz de ter plantas em casa. E de, para além de não as deixar morrer,  fazê-las até crescer. Uma espécie de floriMidas. 
Acho que me vou aventurar noutras folhinhas...
Até lá se alguém estiver precisado de hortelã é pedir: tenho tanta que dava para fazer chá para toda a população de Marrocos. E da Tunísia. E de todos os arredores.

5 comentários:

quiescente disse...

morangos, uns vasos grandes, muita água e sol e um gato para afugentar os pardalitos.

Sophie disse...

Eu também era como tu e quando me virei para a hortelã, cheguei a ter quase uma árvore de tão grande que se tornou.
A hortelã é à prova de gente como nós.
;)

Galopim disse...

A hortelã é uma praga. Não, não estou a gozar. É mesmo. Prolifera por todo o lado. Não lhe dês muito espaço (ou seja, mantém.na num vasinho pequeno) que é para não lhe dares a oportunidade de crescer mais ainda.

Maria Alves disse...

Pois eu já pari 3 crianças e ainda continua a matar os cactos, os bonsais e outros. Plantas não é comigo.

dona da mota disse...

Como já disseram, é uma praga MESMO!
Transplantei a minha para empedrarmos aquela zona e ela... volta a crescer, muito mesmo.
Mas com isto não quero dizer que não tenho ocorrido, efectivamente, um milagre! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...