quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Na educação da minha filha como na vida...

Peço-lhe um beijo. Diz-me que não. 

Ensino-lhe os primeiros acordes de fazer género e viro-lhe as costas e digo-lhe que agora já não quero. Corre atrás de mim e beija-me. Continuo a fazer género, peço socorro, "chega de beijos, ajudem-me, ajudem-me, pára, Ana", pára e ela não pára e sufoca-me de beijos. 

Ela acha que está a ganhar. 
Eu estou sufocada de beijos. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...