sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

We have a dream



O Bairro do Amor sempre existiu.
Martin Luther King disse um dia “I have a dream”. Por aqui pelo Bairro “we have a dream”. Tínhamos todos, cada um de nós, este sonho: o de participarmos activamente no Mundo, agirmos sobre ele, habitá-lo como se fosse um bairro,  E depois reconhecemo-nos e todos os sonhos individuais se cruzaram naquele que é um sonho colectivo, uma aspiração comunitária. E percebemos que embora cada um de nós tivesse este sonho trancado em si, bastou abrirmos as janelas e irmos à varanda das nossas vontades e batermos com os olhos nos outros vizinhos. E de repente, janelas abertas, éramos muitos, num sonho comum. Vizinhos uns dos outros neste bairro do amor.
E convocámos reuniões de condomínio a céu (e sol) aberto, deixámos palavras escritas nas caixas dos correios uns dos outros, partilhámos segredos e sonhos, sempre sonhos, como quem partilha o lugar onde esconde a chave sobressalente (é que nem sempre fica debaixo do tapete de entrada).
E a 4 de Dezembro passámos a existir como um todo e reunimo-nos à volta do coreto, de mãos dadas a ver o sonho materializar-se neste bairro. O Bairro que sempre existiu em mim, no Paulo, na Filipa, na Maria, na Flávia, na Rita, no Rui, na Sandra, na Ana Araújo, na Bé, na Ana Luísa, na Mariana, na Ana Póvoas, no Bruno e- quem sabe?- também dentro de si. “Vizinho de nós”.
Porque, como diz o cantor, “há sempre lugar para mais alguém!”
Contamos consigo?

(Tudo sobre o Bairro do Amor- o projecto mais emocionante onde já estive envolvida aqui: http://obairrodoamor.wordpress.com/)

2 comentários:

Filipa Catarino disse...

<3 <3 <3 porque o mundo não para!

A Limonada da Vida disse...

Isto é muito bom! Parabéns, muitos parabéns mesmo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...