domingo, 4 de janeiro de 2015

Educação, vida que nos corrompe e novamente educação



Há uma única tarefa que será, garantidamente, a forma mais eficiente de contribuir para um Mundo melhor: educar. 

Educar como missão: os nossos filhos, primos mais novos, crianças em redor, ensinar a ajudar a empurrar a cadeira de rodas de uma amiga, a avó a subir as escadas, ensinar a não dizer asneiras, a saber esperar, a agradecer à tia que nos ajuda a fazer os trabalhos de casa, a pedir desejos às estrelas, a acreditar no pai Natal, a orar ao anjo da guarda à noite antes de dormir...

Educar pelo exemplo: pedir por favor à repositora da sapataria que nos vai buscar ao armazém mil pares para experimentarmos , dizer obrigada ao senhor do café, tratar quem nos serve com o mesmo respeito de a quem nós servimos. 

Educar, ensinando e colocando ao dispor dos outros os nossos recursos, as nossas ferramentas, habilidades ou competências para garantir que poderão replicá-las. 

A vida corrompe a maior parte de nós. Em algum momento da nossa vida adulta é sempre bom olharmos para trás e lembrarmo-nos de como fomos educados, dos exemplos de bem que tivemos e voltarmos a acreditar que somos capazes. Olharmos para trás, aprender com quem ainda não foi corrompido. E aprendermos porque a educação é uma faca de dois gumes.

E percebermos que, independentemente de como a vida nos poderá corromper, é a educação - a par do amor- que muda o mundo. 

1 comentário:

A Limonada da Vida disse...

Tão bom este vídeo! Thanks

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...