sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

O meu homem é feminista e eu gosto ainda mais dele

"A história é simples: uns hipsters lumberssexuais e essas coisas todas über que estão na moda decidiram recriar um conceito holandês e fazer uma barbearia ao género clube da Bolinha, esperando que as Luluzinhas da capital do império fossem Luluzinhas e que acatassem o sinal de "menina não entra". Isto até pode funcionar na banda desenhada ou em Amesterdão depois de se fumar umas brocas.

Mámen no seu "Contrapolaridades"

4 comentários:

Mustache disse...

Numa palavra: Vivafit.

Purpurina disse...

:) Ursa, agarra-te a esse homem. Sim senhora, que estás muito bem casada! O meu namorado, que também é açoreano, pertence ao maravilhoso clube dos homens feministas.

Purpurina disse...

Mas sabes que, pior do que homens machistas, são mulheres que insistem em perpetuar o machismo na sociedade em que vivem, azucrinando e desmerecendo as mulheres que insistem em dividir tarefas domésticas e em não dar ao homem um papel diferente do papel da mulher, e vice-versa. Ainda hoje discuto com a minha mãe quando ela me aconselha a servir o meu namorado sempre que ele demonstra fome e a tratar da roupinha dele como se fazia antigamente. :P

Onisa disse...

Então que tal acabar com os ginásios só p'ra mulheres? Se é para falar de igualdade é para os dois lados. Isto foi um marketing stunt, apenas e só. Não me afecta nem põe os meus direitos de mulher emancipada em causa. Que me desculpem as mais "afectadas" pelo assunto, mas ide ver o que passam as mulheres nos países àrabes e depois falamos, vê-de as estatisticas de mutilação genital feminina (mesmo em Portugal) e revoltem-se. Isso sim, é merecedor de tempo de antena.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...