segunda-feira, 11 de maio de 2015

No fim-de-semana que passou

Vi, finalmente, ser lançado o site do Bairro do Amor com a ajuda do meu mano. Ouvi as ideias da Vera. Comovi-me com a sua generosidade. Conheci a Rafaela. Provei bolinhos albicastrenses. Comprei o Jornal i. Sorri ao lê-lo. Brinquei com areia cinética. Matei saudades da Sandra, da Maria João, da Mafalda, da Patrícia e da Raquel. Almocei no Mac. Ri-me com o Paulo. Tive orgulho em pertencer ao Bairro do Amor. Fui a uma festa de aniversário da melhor amiga da Ana, filha de uma amiga minha de infância. Relembrámos episódios hilariantes lá da rua, das vizinhas e das formas como éramos chamadas pelos nossos pais e avós quando era final de tarde e queriam que saíssemos da rua e voltássemos para casa. Partilhámos cumplicidades. Fiz festinhas na barriga de uma delas e eu nem gosto de fazer festinhas em barrigas de grávidas. Deixei a Ana rebolar-se no chão cheio de terra, apanhar vegetais da horta e rebentar balões com a amiga à sucapa. Acordei tarde domingo. Comprei uma prenda maravilhosa para a minha tia. Fui ao almoço de comemoração das bodas de ouro dos meus tios-avós. Tive saudades do meu avô. Acabei o fim-de-semana a três no Alcatruz, a melhor esplanada da linha de Cascais. Fui mesmo feliz. 

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...