terça-feira, 9 de junho de 2015

Porque é que precisamos de feminismo? (Também) por coisas como esta...




"Isto são os perigos da chamada vida da noite"
"A nossa juventude facilita muito"
"Há cuidados a ter" 
           "Nós nem sequer sabemos a idade destas jovens"

           "Estas jovens nem sequer conseguem dar uma referência do táxi: será devido ao estado de    embriaguez?"

            "O melhor é dar"


Ora bem, eu saio à noite com uma amiga. Bebo e decido voltar para casa de táxi. Reparem, não conduzo bêbeda: volto de táxi. Não sozinha: com uma amiga. A minha amiga vomita, o taxista quer mais dinheiro, nós recusamos e táxi arranca com a minha amiga: eu deveria ter a calma e a lucidez de anotar a matrícula no meio da aflição. Ou de outro ponto de vista: eu vomito, o taxista quer mais dinheiro, nós recusamos, o taxista arranca levando-me como refém e viola-me: eu deveria ter tido o pragmatismo de lhe ter decorado o número do CAP que lá está no cartão penduricado. Esperem lá ainda: faz diferença se eu tiver 16 anos ou 32? Há atenuantes para o taxista- essa vítima- se eu for mais velha? O melhor é dar?
Dar só se for com este taxista na choldra para o resto da vida. Ou dar de frosques com este comentador do programa da manhã.

Estou nauseada.

2 comentários:

Izzie disse...

"perigos da vida da noite"???? Estou basbaque, como é que ele se atreve??? Como???

Mãe Sabichona disse...

Não suporto os comentadores das "crónicas criminais" deste programa. Dizem coisas tão absurdas sobre temas que nem sequer dominam que uma pessoa tem vontade de saltar para a televisão... Felizmente aqui os apresentadores perceberam logo a parvoíce.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...