terça-feira, 30 de junho de 2015

Rio, rio, rio. Rio para não chorar (de alegria)






"Em Janeiro de 2013, numa manhã normal, ao acordar disse-nos que não podia andar, que lhe doíam muito as pernas. Durante uma semana fomos a cinco médicos que diziam serem dores de crescimento mas, como corações de pais não enganam e os nossos diziam que era mais qualquer coisa, no dia 30 de Janeiro de 2013 fomos ao Hospital D. Estefânea e o diagnóstico foi ... leucemia. Só voltamos a casa depois de 28 dias no IPO. Nestes dois anos o Francisco foi um guerreiro mas a cabecita dele criou um bloqueio que o impede de andar: não é físico, é somático, mas verdade é que não anda. Na ideia dele se se descobriu que estava doente por ele não andar, ora estava a fazer tratamento não estava bom, e se não estava bom não andava.... O Francisco não anda há dois anos. Está curado da leucemia mas não anda. Os tratamentos de quimioterapia terminaram em Março. Temos feito hidroterapia e agora fisioterapia, em Alcoitão, por isso estamos agora numa fase em que ele voltou a ter gosto em andar, mas para já só consegue com um andarilho... Foram muitos meses seguidos e depois do bloqueio imposto pela cabeça, o corpo acostumou-se a não andar mesmo. Neste momento precisamos de um andarilho. Já pedimos as ajudas técnicas há meses à segurança social mas a demora espera-se que seja de mais uns meses, e, entretanto, o Francisco cresce sem continuar a andar. Precisamos de um andarilho. No único sítio que vimos até agora- no "favo de mel", custa 549 euros. Não temos dinheiro para o comprar. Nos últimos dias vi imagens da filha do Mário Augusto- do comentador de cinema- e reparei que ela usa um andarilho posterior igual ao que o Francisco precisa. Não sei se ele guarda os anteriores, se guardasse e quisesse dispor de um era óptimo. Senão achas que o Bairro do Amor conseguia ajudar-nos? Se não conseguir não faz mal. Pelo menos tentei. O caminho será longo mas a vitória é certa..." 
E-mail da Carla- mãe do Francisco de 6 anos para o Bairro do Amor" 

______________________________________♥ 

Obrigado a todos os que se quiseram juntar, os que se prontificaram a ajudar, os que fizeram contactos, os que queria contribuir monetariamente e os que continuam a acreditar que juntos somos mais forte. Porque, de facto, somos mesmo! 
Um beijinho especial à sócia quadripolar Leonor Noronha que agilizou todos os contactos. 
E hoje o Bairro do Amor acolheu na sua vizinhança a Rita e o seu pai Mário Augusto que fizeram com que o sol se tornasse, de facto,  maior neste Verão do Francisco. 

Obrigada! Muito, mas mesmo muito obrigada!

1 comentário:

Patrícia Bejinha disse...

Devias fazer um alerta às lágrimas em posts destes.
Isto sim, fez-me chorar.
Parabéns aos corações gigantes que habitam nesta história.
Em frente Francisco, em frente* :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...