quarta-feira, 3 de junho de 2015

Vizinhos do Bairro do Amor e quadripolares chamados à recepção

"Em Janeiro de 2013, numa manhã normal, ao acordar disse-nos que não podia andar, que lhe doíam muito as pernas.
Durante uma semana fomos a cinco médicos que diziam serem dores de crescimento mas, como corações de pais não enganam e os nossos diziam que era mais qualquer coisa, no dia 30 de Janeiro de 2013 fomos ao Hospital D. Estefânea e o diagnóstico foi ... leucemia.
Só voltamos a casa depois de 28 dias no IPO. Nestes dois anos o Francisco foi um guerreiro mas a cabecita dele criou um bloqueio que o impede de andar: não é físico, é somático, mas verdade é que não anda. Na ideia dele se se descobriu que estava doente por ele não andar, ora estava a fazer tratamento não estava bom, e se não estava bom não andava.... O Francisco não anda há dois anos. Está curado da leucemia mas não anda.  Os tratamentos de quimioterapia terminaram em Março. Temos feito hidroterapia e agora fisioterapia, em Alcoitão, por isso estamos agora numa fase em que ele voltou a ter gosto em andar, mas para já só consegue com um andarilho... Foram muitos meses seguidos e depois do bloqueio imposto pela cabeça, o corpo acostumou-se a não andar mesmo. Neste momento precisamos de um andarilho.
Já pedimos as ajudas técnicas há meses à segurança social mas a demora espera-se que seja de mais uns meses, e, entretanto, o Francisco cresce sem continuar a andar. Precisamos de um andarilho.
No único sítio que vimos até agora- no "favo de mel", custa 549 euros.Não temos dinheiro para o comprar.
Nos últimos dias vi imagens da filha do Mário Augusto- do comentador de cinema- e reparei que ela usa um andarilho posterior igual ao que o Francisco precisa. Não sei se ele guarda os anteriores, se guardasse e quisesse dispor de um era óptimo.
Senão achas que o Bairro do Amor conseguia ajudar-nos? Se não conseguir não faz mal. Pelo menos tentei. O caminho será longo mas a vitória é certa..."

Carla- mãe do Francisco de 6 anos

9 comentários:

Eolo disse...

Bom dia Polo Norte, se angariarem fundos para o andarilho, conta comigo.

Catarina disse...

Bom dia Pólo,

como podemos ajudar? Não conheço nada nessa área mas posso contribuir monetariamente? Vais dar mais informação?
Bjs

Catarina

. disse...

Como posso ajudar? Diz-me...

K disse...

'Zimbora!
O que fazemos?

Ana Fernandes disse...

Não tenho nenhum andarilho, nem posso comprar um sozinha, mas gostava de contribuir. Caso sigam a opção de juntar o valor e comprar, conta com 50euros da minha parte, é só avisarem-me como transferir (anafernandes84@gmail.com).Um abraço cheio de força ao Francisco e aos papás!

Unknown disse...

Como posso ajudar? Tenho um filho de 5 anos e 1/2 e nem consigo imaginar o que essa mãe sente! Muito obrigada
Dina

Mãe Cotovia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mãe Cotovia disse...

Como posso ajudar?

SLisa disse...

Tenho uma filha com 7 anos que usou recentemente um andarilho... tenho-o lá em casa (moro em Almada)... por favor contacte-me se estiverem interessados (sandralisasilva@gmail.com). Beijinho

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...