quinta-feira, 2 de julho de 2015

Às vezes chamam-me "senhora" nas lojas e eu fico a olhar para o lado para ver com quem estão a falar



Não sei muito bem quando cresci e me tornei, efectivamente, adulta. Não houve um episódio concreto, um marco de vida, não foi quando fiz 18 anos nem quando acabei o curso nem tão pouco quando casei. Continuei a ver-me sempre como uma miúda. Uma miúda crescida, é certo, mas, ainda assim, uma miúda. Os meus avós morreram, talvez tenha sido aí que tenha morrido também a minha meninice mas nunca senti que tenha sido substituída pelo estado adulto. Depois vieram os 30 e nunca reflecti bem acerca deles. A Ana nasceu e concluí que talvez sejam as mortes e os nascimentos dos outros que marquem o compasso do nosso crescimento, caraças, como é curioso que sejam factores externos a condicionar o nosso desenvolvimento. Nunca tive um ckick, uma epifania, um "olha, já sou adulta!". 
Mas, hoje, em vésperas de completar 35 anos repreendi a Ana, dizendo "Vou contar até 3: uuummm, doiiiiiisss...", arregalando muito os olhos e cerrando os lábios, daquele jeito que só as mães sabem fazer e depois pensei: "Pumbas, já foste!"

Está, oficialmente, inaugurada a minha fase de depressão pré-aniversário anual. 

7 comentários:

Sofia Ferreira disse...

Acontece-me exactamente o mesmo... e já vão 5 acima dos 30!! :)

Henriqueta Negrao disse...

E ela saiu-se com o 'mãe, estou lixada'?

Maria C. disse...

Olha, eu também não! Estou a um mês de fazer mais dez do que tu , mesmo assim, ainda me confunde que me tratem por senhora :(

Ana Nascimento disse...

Tb me aconteceu.. De repente deixaram de dizer: "deixa passar a menina" para dizerem: deixa passar a senhora.. Tb estou à beira dos 35, tenho um filho com 10 meses e nem por isso me sinto Mulher, qto mais senhora.. Sou uma miúda crescida! Lol

Mãe Maria disse...

Tenho 51 e continuam a chamar-me menina. São raros os que me chamam de senhora. Há dois meses atrás, entrei numa loja e o Senhor disse-me:
- O que a menina quer?
- venho pagar uns estofos...blá. blá, blá..
E paguei e no fim perguntou-me pelo estado de saúde do meu pai e depois se eu era a filha mais nova. Respondi que não,que havia duas abaixo de mim, e que já tinha 51 anos. O dito Senhor pasmou-se e pediu-me desculpas por me ter chamado de menina mas disse ele: Tem um corpinho de menina, entende??? (ri-me para mim, mas já estou habituada ao assunto).

E há duas semanas, na casa do sogro, a amiga de uma das vizinhas dele, perguntou-me se eu era a netinha dele (do meu sogro)...qdo lhe disse a minha idade, a dita Senhora olhou-me de alto a baixo, tão incrédula que, mais parecia dizer, que estava a mentir-lhe...

Habitua-te...

Miss Christie disse...

A mim caiu-me a ficha no ano em que o meu filho mais velho fez 6 anos e entrou no 1º ano. Eu não parava de dizer: "Eu TENHO um filho que vai aprender a ler!" Eu estava prestes a fazer 35!

Morena disse...

O meu vizinho de cima trata-me por Dona Sofia. Fico sempre super irritada. Desde quando é que passei a ser Dona? Eu continuo a sentir-me uma miúda...com 43 anos é verdade, mas miúda!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...