sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Que espirituoso que anda o mocinho

A Ana acordou com a ideia fixa de que queria um dragão. Enquanto eu fazia o pequeno-almoço e o pai a vestia no quarto, tentou abordá-lo:

- "Pai, compras-me um dragão?"

- "Não posso, filha!"

-"Porquê?"

Passos de mámen e a sua cabeça a espreitar pela porta da cozinha:

-"Como é que eu lhe explico que o mercado de transferências está fechado?"

1 comentário:

Timtim Tim disse...

Essa foi gira, deixa-te lá de coisas!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...