segunda-feira, 9 de novembro de 2015

A Paula Teixeira da Cruz e a minha mãe

Minha mãe na escola primária: "Comeste o lanche todo? Olha que eu sei tuuuudo o que tu fazes na escola!"

Minha mãe no liceu: "Tu não me escondas nada! Olha que tudo me vem parar às mãos!"

Minha mãe no secundário: "Não penses que me enganas: o livro que andas a ler já eu o sei de cor"


Paula Teixeira da Cruz em 2015: "Riam, riam que depois vão chorar"

1 comentário:

ernesto disse...

As mães dizem todas o mesmo.
O mais triste é que eu demorei mais tempo do que me orgulho a perceber que afinal a história de ela conhecer alguém que lhe contava tudo era treta.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...