sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Complementar uma história é...

... ler isto tudo e sorrir.

[Fomos no último banco virados para trás para vermos melhor. Eu elogiei o lenço na cabeça da bióloga que conduzia o carro eléctrico e só no fim, com o cabelo em versão palha d'aço desencantada num baú velho num sótão poeirento e volume de ronald mcdonald sem caracóis, percebi a sua razão. Estava feliz mas não me consegui rir muito e tinha que estar feliz de lábios cerrados para não comer mais pó que uma pessoa a acampar num festival de Verão no Alentejo profundo e os meus dentes não acabarem parecidos com os da Duquesa de Alba no fim da vida. Ah. mas viste melhor os javalis e os bambis, Pólo Norte? Até poderia ter visto se a miúda não tivesse deixado os óculos de sol no carro e eu acabasse por ter que lhe emprestar os meus porque os do pai não lhe serviam de maneira nenhuma e no fim da visita parecia que tinha fumado muitas daquelas coisas que fazem rir e tinha mais pó nas vistinhas que uma múmia egípcia se fosse desenterrada. Eles adoraram. 
Se ignorarmos tudo isto, pois que eu também.]

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...