sábado, 29 de outubro de 2016

As minhas amigas, os homens carioca de limão e os homens café expresso



Dá-se um fenómeno que tenho vindo a observar e que muito me inquieta: uma série de amigas minhas, todas ali a roçar os 40 anos, giras e bem sucedidas, com relações passadas fracassadas mas resolvidas, a maioria solteira e sem filhos, não conseguem encontrar no mercado da testosterona homens que para além de fodíveis sejam relacionáveis. 
Eu explico melhor, mulher emancipadas e resolvidas que não conseguem encontrar um homem de jeito para uma relação séria. 
Dizem elas, num estudo de mercado de fundo feito com uma amostra representativíssima de 4 ou 5 das minhas grandes amigas. que não há tipos de jeito. Zero. Nicles. Niente. 
Nos trabalhos reina a máxima que "onde se ganha o pão, não se come a carne" e, nesta faixa etária dá-se um grande problema, resumido da seguinte forma:

  •  90% dos tipos é casado (e a elas não lhes chega ser "a outra")
  • 5% são separados/divorciados-traumatizados-e-sem-vontade-de-se-meterem-noutro-relacionamento-a-sério, sendo que, 4%-destes-5%-com-ex-mulheres-cabras-à-perna-e-fins-de.semana-a-levarem-filhos-ao-futebol-festas de aniversário-karatés-e-compromissos-vários-incompatíveis-com-o-namoro-necessário-ao-início-de-uma-relação
  •  3% são gay-e-ainda-bem-para-eles-e mau-para-elas-que-ainda-por-cima-são-maioritariamente-inteligentes-e-giros  
  • 2% são cretinos. 
Eu já estou fora do mercado há demasiado tempo mas- caramba!- onde param os tipos a roçar os 40 anos, giros e bem sucedidos, com relações fracassadas mas resolvidas? Onde param os tipos espetaculares descomprometidos como elas?
Será que aquela coisa das mulheres existirem numa proporção de 7 para 1 é mesmo verdade e só se safam as tipas que catrapiscaram moços durante a adolescência ou na casa dos 20 e o resto está condenada ao encalhado-degredo?
O problema é da internet que nos afasta de locais de convívio e nos atira para o sofá a ver séries e a comer gelados em dias de telha ou a fazer scroll down no telemóvel a ver as partilhas das redes sociais e a conversar em chat com as amigas?
O problema é nosso que somos muito exigentes e não queremos relações com homens carioca-de-limão, homens que não sabem a grande coisa, que custam mais que o que valem, e que, assim como assim, para beber aquilo mais vale ir para casa e remediarmo-nos com limão do quintal cortado às rodelas com água a ferver da chaleira por cima, tudo home made e sem complicações nem dores de cabeça?
Mas, tirando os 90% de água da torneira, que é da casa de cada um; os 5% de gin que até é capaz de ser bom mas dá tanto trabalho a tirar as merdas que traz incluídas que nem vale a pena experimentar, os 3% de cocktails e os 2% de café espanhol tipo zurrapa... onde param os homens café expresso?
Onde param os homens na medida certa, curtos e fortes, intensos e não muito doces, com travo a café de verdade e que deixam um saborzinho bom no final de bebermos?
Têm as minhas amigas que ir para o running? Mesmo que odeiem correr? Têm que ir para as danças latinas? Mesmo que tenham dois pés esquerdos? Têm que entregar o corpo às balas e Tinderizarem-se?
Contem-me tudo, Não que eu precise que, no que a mim diz respeito, gosto muito de espreitar as bebidas todas nos menus dos bares mas acabo sempre por beber água del cano em casa mas, caraças, tenho amigas giras que não querem cariocas de limão, abatanados, garotos nem pingados.
Só querem um simples e bom café expresso.

1 comentário:

Maria das Palavras disse...

Como diz o outro "eles andem aí"!
Não quer dizer que não tenham relações falhadas no cadastro ou alguns filhos que sobraram para contar a história, mas nem todos os dessa fatia ficam profundamente traumatizados até ao final da vida. E às vezes até pensam que arrumaram as relações sérias para sempre, mas só porque ainda não conheceram a [inserir nome de amiga].

O local de trabalho e os amigos-de-amigos-de-amigos continuam a ser a melhor fonte de relacionamentos de confiança (vade retro disco-night) pelo que meninas: trabalhem a vossa rede de contactos :D

Mas o importante mesmo é, independentemente do homem que chega ou se atrasa a a chegar, não esquecermos isto: http://www.mariadaspalavras.com/uma-mulher-sem-um-homem-e-como-um-peixe-448329

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...