sábado, 7 de janeiro de 2017

Mário Soares



Quando nós crescemos com figuras de referências, carismáticas e fortes, sejam elas quais forem, serão sempre nossas.

Quando morreu o Papa João Paulo II morreu o "meu" Papa.

Hoje morreu Mário Soares: homem anti-regime, revolucionário, um grande estadista, europeísta e com um pensamento muito à frente do seu tempo.

Para alguns morreu o homem dos últimos tempos: envelhecido e  gasto, sonolento nas aparições oficiais chatas e cansado. Mas sempre resistente.

Para mim morreu o presidente bonacheirão e popular, que falava um francês engraçado e com uma vida cheia. Morreu um homem que foi sempre, mas sempre, livre.

 "Soares é fixe!"- ecoa-me na memória. Para mim morreu o "meu" Presidente da República.






[Depois de começar a ler a chafurdice do costume nos feeds das redes sociais  só penso que morreu um senhor de 92 anos, que não foi ditador, que não matou gente e que tem família que chora a sua morte. Alguma contenção era tão bonita.]




2 comentários:

Sabi disse...

Eu já bloqueiei duas pessoas que andavam a postar garrafas de champanhe... e não sou, de todo, fã do homem... :/

Sandra disse...

Hà muitos retornados e gente perjudicada pela vinda dos retornados neste país... Para mim morreu tambem o meu presidente da republica.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...