quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Pai Natal kinky

O primo lá de casa prontificou-se.
Fizemos o plano: ele ausentar-se-ia, discretamente, por altura das sobremesas. O fato de Pai Natal estava no meu quarto para onde ele se escapuliria. Saia pela janela do meu quarto e aparecia a passear pelo quintal, fazendo algum ruído, até que a Ana o vislumbrasse e começasse a euforia.
Dir-lhe-ia um adeus, corria até à janela do quarto da Ana onde dava cabo do leite do copo e mordiscava a bolacha e roubava a cenoura e deixava lá toooodas os presentes que nós, convenientemente, levaríamos para a sala, onde a pequena os abriria.
Correu tudo como planeado, foi o êxtase e correu tudo perfeitamente.

Ontem ao jantarmos, nós os dois sozinhos e a fazermos o debriefing das festas:

Eu: "Epá, o Hugo foi brilhante!"

Mámen: "Por acaso, foi. Foi perfeito. Até do sino ele não se esqueceu..."

Eu: "Ele trazia sino? Eu estive a tirar o fato e as botas de Pai Natal do saco dele e não vi sino nenhum..."

Mámen: "Trazia, pois. Foi com o sino que a Ana deu sinal da presença dele..."

Eu: "Estranho... Onde é que ele desencantou o sino?"

(Mando um sms ao primo a perguntar onde é que o tipo foi desencantar o sino"

Resposta: "Ah, estava um no teu quarto..."


...

...

...



4 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...