sexta-feira, 14 de julho de 2017

A minha vénia a todas as mães que conseguem trabalhar a partir de casa.

A Ana está de molho em casa com uma entorse chata.

Ontem fiquei com ela em casa e estive duas horas e meia para enviar um email entre "mãããããeee!", "ohhhhh mãe?!", "mãe, mãe, mãe, mãe!", "Mãmaziiiiita?!", "Mummyzinha!", "mamã, mamã, mamã, mamã, mamã, mamã, mamã, mamã". 

Motivos: "tenho fome!", "não consigo pôr o pé no chão podes-me levar ao colo 30 cm para o lado?", "acabei de tomar o pequeno-almoço mas estou cheeeeia de fome!", "dás-me um copo de água?", "podes-me levar à casa de banho?", "estou mesmo aflitinha para fazer cocó!", "podes limpar-me?", "ajudas-me a apanhar o boneco que caiu do sofá?", "tenho fome!", "podes passar-me o comando?", "preciso de um beijinho!", "estou carente!" (sim, ela usa esta expressão!), "Preciso de amoooor!", "és a pior mãe do Mundo", "não me ligas nenhuma!", "pára o que estás a fazer e vem dar-me ateeeenção!" (é o último reduto quando já não está para inventar desculpas e assume dando o corpo às balas) e o definitivo "preciso de atenção e estou mooorta de fome!" 

Duas horas e meia para enviar um email. Repito. 

1 comentário:

pat disse...

é mais ou menos isso sim, eu trabalho a partir de casa e agora para ajudar estão de férias da escola e tenho 3... entre os gritos uns com os outros, aos pedidos de comida de 10 em 10 minutos até ao "mãe, posso ir para o teu computador ouvir música/jogar..."
- Não, não podes porque a mãe está a trabalhar
- Pois, mas não é justo, tu ficas no computador o dia todo, és sempre tu...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...