quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Ljubomir Stanisic aprende lá como se faz


A hora de almoço era curta 
E o Arigatô não ficava perto
Encontrar um bom sushi em Chelas
É pior que encontrar água no deserto

Uber eats não entra na zona J
Não há entrega ao domicílio
Tivemos que entregar o corpo às balas
E usar o Google como auxílio

Então o colega despachado grita
"Nas Olaias diz que há um"
Torcemos o nariz mas lá fomos
A alternativa era comermos leite com Nestum

A tabuleta à porta prometia
Cozinha portuguesa, chinesa e japonesa
Não tinha jamaicana nem indonésia
Devia ter-nos causado estranheza

Começámos por comer arroz com arroz
Delicias do mar em vez de salmão
Sentimos todo um império de gueixas e samurais
Aos trambolhões no caixão

Tinha croquetes e noodles
Numa cozinha verdadeiramente de fusão
Inovaram com um arroz doce
Que era um doce empadão

Teve também uns toques de detox
No fundo era um restaurante japa-finório
O Fei He das Olaias garante
Um final sem calorias a ir ao gregório




Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...