terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Uma aventura como fada dos dentes (Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada continuem a botar os olhinhos nestes guiões!)



Uma pessoa é mãe de uma criança em idade de mudança de dentes. 
Uma pessoa tem uma experiência prévia bem sucedida. 
Uma pessoa cria uma porta de fada dos dentes na parede do quarto da filha e sente-se uma super mãe no que confere à matéria dos dentes.
No primeiro dente caído uma pessoa comprou um peluche de unicórnio, escreveu uma carta assinando-se como a fada e ainda espalhou farinha maizena à laia de pó de fada.
A filha de uma pessoa rejubilou com a queda do primeiro dente e reacção da respectiva fada.
Uma pessoa recebe visita dos cunhados no dia a seguir ao Natal.
Uma pessoa entre sobras de bolo rei, doces expostos em mesas suplentes na sala, malas de roupa dos cunhados e toda uma rotina alterada com as visitas anda numa fona.
Uma pessoa acha-se capaz de lidar com uma fona.
No dia em que os tios chegam e menos de uma hora antes de os ir buscar ao aeroporto, cai o segundo dente da filha.
Uma pessoa percebe que não vai conseguir manter o standart ao nível da fadice dos dentes.
Uma pessoa pensa "agora vou buscá-los ao aeroporto e logo improvisamos".
Uma pessoa fica até às duas da manhã a pôr a conversa em dia com os cunhados.
A pessoa bebe gin dos Açores e fica ligeiramente entorpecida.
A pessoa adormece assim que mete o rabo na cama.
A pessoa é violentamente acordada pelo marido cinco minutos antes do despertador tocar e fazer um cagaçal para acordar toda a família.
O marido de uma pessoa suspira aflito: "Foda-se: a puta da fada dos dentes!"
Uma pessoa pensa "que classe!" enquanto se controla para não pingar nas cuecas tal o cagaço que apanha por acordar com esta prosa poética.
Uma pessoa e seu marido correm para o quarto da cria.
A filha de uma pessoa suspira quando sente a fada a mexer-lhe na almofada para lhe roubar o dente.
O marido de uma pessoa diz "shiiiiiiu e despacha-te, pá!"
A pessoa pergunta ao marido de uma pessoa pela moeda para meter no lugar do dente.
O marido de uma pessoa volta a praguejar baixinho e vai ao quarto remexer na sua própria carteira.
Uma pessoa, estremunhada e cheia de remelas, reza ao Santo Maló, padroeiro dos dentes, para a cria não acordar com toda aquela agitação.
O marido de uma pessoa volta com um ar de indignação total e estende uma nota de 20 euros acompanhada de um grunho: "não reclames, não tenho mais trocado e não podemos pagar a porra do dente com multibanco".
Uma pessoa pensa que vai passar a carta da fada porque aquela hora e depois de ser acordada daquela maneira nem escrever o nome sabe, quanto mais juntar palavras e construir um texto para uma carta.
Uma pessoa já está por tudo e numa acrobacia saca do dente debaixo da almofada, espeta a nota de vinte euros lá debaixo e dirige-se à cozinha para ir buscar a farinha Maizena para completar a tarefa.
Uma pessoa, de dente roubado em riste, ouve a filha de uma pessoa a acordar.
Uma pessoa, no pânico de ser apanhada em flagrante fado-delito, abre o armário de pequeno almoço e esconde o dentinho dentro de uma chávena de café.
A filha de uma pessoa acorda e fica extasiada com a nota de vinte euros que a fada lhe deixou.
O marido de uma pessoa exibe o maior sorriso paternal amarelo da história dos sorrisos paternais.
A filha de uma pessoa acorda os tios para mostrar a notinha azul que ganhou da fada dos dentes.
Uma pessoa faz o pequeno almoço para a filha de uma pessoa, põe a chaleira a aquecer para fazer o café batido para as visitas e liga a máquina de café de cápsulas.
O marido de uma pessoa vai à padaria para trazer pão fresco para a família.
A família feliz senta-se, finalmente, a tomar café e a comer pãozinho na paz do senhor.
Uma pessoa faz a sua rotina todo o dia.
Uma pessoa, como é sexta-feira e tem visitas, vai para um bar de cervejas artesanais curtir a cena.
Uma pessoa usa, inclusive, a casa de banho desse bar para fazer o número 2.
Uma pessoa ainda vai para a Fábrica Braço de Prata.
Uma pessoa chega de madrugada e ainda vai com o marido de uma pessoa e os cunhados para a cozinha fazer uma ceia.
O marido de uma pessoa pede-lhe que mostre o pequeno dentinho aos cunhados de uma pessoa.
Uma pessoa dirige-se ao armário para onde atirou o pequeno dente da Ana* para dentro de uma chávena.
Uma pessoa percebe que a pequena chávena foi a que usou para beber um merecido expresso de manhã, ao pequeno almoço.
Uma pessoa auto-flagela-se mais de uma semana até conseguir escrever este post. 
Uma pessoa questiona-se porque não se dedicou à vida religiosa e viveu uma vida de clausura sem marido nem filhos. 
Uma pessoa sofre muito. 
Dos nervos. 

[* Nome fictício para efeitos meramente exemplificativos]

6 comentários:

Anathelion disse...

Hehehehe... eu sei de uma mae que foi apanhada em flagrante delito. Congelou. Sem saber o que dizer ou fazer, com o dente numa mao e a moeda na outra. Afinal es tu a fada dos dentes!, diz a filha extasiada. Agora, la na escola da filha todos os meninos sabem que a fada dos dentes e a mae de X, que e de uma familia muito rica e que viaja pelo mundo a distribuir moedas...

Luísa Ramos de Carvalho disse...

LIndo! Eu achei me super esperta com a aplicação americana da fada dos dentes.Fotografa-se a criança à dormir e a aplicação faz um vídeo deu-ma fada a voar em cima da criança e a mergulhar debaixo da almofada. Eu achei o máximo ansiosa por mostrar à criança. Desilusão total. As fadas não são verdes foi a primeira dura crítica. Segundo compasso.
- Quem gravou isso se toda a gente sabe que ninguém vê a fada dos dentes?
Desculpei-me com o Kiko, de 26 anos versus 7 e 58 tem cá em casa um estatuto meio alien logo pode fazer tudo.
- Que estava o Kiko a fazer a espreitar o meu quarto? - foi a pergunta implacável já repetida dezenas e dezenas de vezes e a censura foi imediata
- E tu deixaste?
Sossego acabado durante semanas. As perguntas multiplicam se e a ideia de dar moedas inglesas em vez de portuguesas também foi pessima. Milhares de perguntas sobre a nacionalidade da fada que já não tenho paciencia. Oxalá o próximo dente ccc

Di disse...

O que me ri com a frase maravilha e a descrição da vossa tarefa! Opá, não podes parar de partilhar estas preciosidades, pleeeeease! É que ainda por cima escreves e consegues que uma pessoa consiga visualizar tudo, o que torna a leitura mesmo deliciosa! Beijinhos

black cat disse...

muito obrigada adorei e imagino o que tenha sido. recomendo o seu blog a todos os meus amigos e conhecidos. obrigada por me levar as lagrimas de tanto rir
obrigada

marina maia disse...

Amei esta aventura, consegui visualizar tudo e rir ao mesmo tempo.
Beijinho

Inês Luís Alves disse...

AHHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAH

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...