sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Dona de casa desesperada

Uma pessoa decide organizar um jantar formal em casa. Desencafua o serviço da Vista Alegre herdado, saca do faqueiro Villeroy & Boch, limpa as pratas, manda limpar a seco a toalha de linho com bordado da Madeira e com a Bimby em riste vá de cozinhar um pitéu de fazer crescer água na boca.
Antes de abir a porta, dá-se uma vista de olhos pela sala pronta: mesa irrepreensível, aperitivos na sala de estar, vinho à temperatura certa, velas acesas.
Chegam os convivas e a pessoa só quer que tudo corra bem, que se sentem, que descontraiam com a música ambiente (e ninguém imagina a canseira que foi até se perceber que um Nicola Conte, com música de elevador, é capaz de ser o ideal para agradar a gregos e troianos). E começa o fandango.
As senhoras do grupo (sempre as senhoras!) a quererem desempenhar os papéis socialmente correctos: "Precisas de ajuda?" e a meterem o nariz na cozinha (que sim, está um caos! Se se tem a sala num brinco, a cozinha depois da fase de preparação, confecção, desarrumação de apetrechos e afins não pode estar fantástica, certo?) e a quererem ser prestáveis e a abrirem o frigorífico e os armários e à procura de coisas para poderem mostrar que não vieram só para comer.
E no meio de um "Onde é que está o abre garrafas?" e de um " Sabes onde é que guardas o saco de gelo?", respira-se fundo, embora só apeteça gritar que "Não, não preciso de ajuda! Estou em minha casa, eu é que sei onde é que está tudo arrumado e, faxavór não me abram e fechem as gavetas que só me estão a atrapalhar mais, e já me desencaixaram a porta do congelador que isso tem um truque para abrir que só eu é que sei e vão mazé para a sala tomar conta dos miúdos que andam em correria e ainda me partem alguma merda, e se em vez deste role-playing usufruíssem desta porcaria toda que vos preparei era bem melhor que eu fazia o mesmo da próxima vez que fosse eu a convidada e assim como assim vou ter que ser prestável e fingir que me apetece ajudar quando estiver em vossa casa e já me estou a passar".
E para a próxima cola-se um post-it mental a relembrar que jantares são tão bons nos restaurantes. Não é para isso que eles servem?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...