sábado, 7 de agosto de 2010

Carta aberta à Kika da sua Fada-Tia

Kika,
Acabaste de nascer, eu não te vi e já gosto para lá do Luxemburgo de ti.
Não te vi mas conheço-te. Acompanhei a tua teimosia em habitares o útero da tua mãe, vi-te no forno ainda ervilhinha, chorei quando soube que existias para além de nos nossos planos e desejos ( e vais constatar que a tua tia não chora por tuta e meia!), delirei com as tuas primeiras manifestações de existência e com as mais recentes, dei-me ao luxo de te escolher roupinhas sexys e ganchos (eu sabia que ias ter cabelinho para estas mariquices!) e, conjuntamente com o teu pai, supé-tia Catarina e supé-tio Rui também engravidei um bocadinho de ti.
Bem vinda, miúda, a este Mundo e às nossas vidas! Entraste, definitivamente, num caminho sem retorno e não sei se já te disse mas já gosto muito, muito de ti. Hoje também eu nasci como tua tia e ganhei uma renascida amiga-mãe, um renascido amigo-pai e a família dos "Quem diria" aumentou orgulhosamente.
Já te dei os conselhos todos quando estavas dentro da barriga da tua mãe mas agora, na qualidade de fada-tia, é a altura de formular alguns desejos:
- Que tenhas o humor fininho da tua mãe, que sejas sarcástica, irónica e divertida e que nunca percas a vontade de rir;
- Que sejas rigorosa e perfeccionista como o teu pai, que não gostes de perder nem de falhar, que procures sempre a melhoria contínua e a evolução;
- Que sejas graciosa e saibas dançar como a tua mãe, que nos permitas acompanhar saraus e nos brindes com espectáculos caseiros de ballet;
- Que tenhas a sensibilidade do teu pai, que aprendas com ele a tocar piano e sejas tão boa amiga que se for preciso pedes dias de férias para treinares a marcha nupcial para tocares no casamento dos teus amigos;
- Que sejas habilidosa e prendada como a tua mãe, uma tricotadeira e uma cozinheira de mão cheia e que estejamos aqui todos para usufruir da maravilhosa carga genética com que foste abençoada;
- Que conduzas como o teu pai (desculpa mãe!) e que sejas prudente e segura, focada e concentrada;
- Que sejas lúcida como a tua mãe, racional e emotiva, analítica mas sensível, com os pés assentes na terra e os sonhos lá bem ao pé dos castelos no ar mas, sobretudo, lúcida;
- Que sejas segura e firme como o teu pai, obstinada e persistente como só ele o consegue ser;
- Que sejas criativa e ousada como a tua mãe, que saibas surpreender tudo e todos pelos melhores motivos e arrancando as melhores gargalhadas;
- Que sejas romântica como o teu pai, que te predisponhas a cantar em bares de karaokes só para veres quem amas feliz;
- Que sejas curta e grossa, directa e sem froufrous como a tua mãe, que não gostes de enrolanços nem salamaleiques, que sejas pragmática e despachada;
- Que sejas calma e tranquila como o teu pai, controlada e chilly out;
- Que sejas generosa e altruísta como a tua mãe, uma excelente filha, neta, amiga mas, principalmente, uma grande mulher;
- Que saibas fazer amigos para a vida e mantê-los, no matter the time and the distance, como ambos os teus pais;
- Que ganhes amigos como nós, que consigas criar os teus próprios laços e alianças, histórias pessoais, uma vida rica, cheia e tua;
- Que sejas tu mesma, que nos deixes descobrir-te e incentivar-te, acompanhar-te e proteger-te, mimar-te e educar-te, e também deseducar-te (mas só um bocadinho senão estamos feitos ao bife com os teus pais);
- Que sejas Catarina II mas Kikinha, a primeira;
- Que sejas inteira como ser humano e como  mulher;
E- independentemente do cliché- que sejas, verdadeiramente, feliz!
Sejas muito, muito bem vinda a bordo, Catarina!
Estamos aqui para ti.

8 comentários:

Cat disse...

Ah, querida Pólo, esta coisa de ser tia... é um contrato que o coração faz para a vida!
E se a miúda se chama Catarina, é paixão garantida ;)

Parabéns

Eduarda disse...

Um dia vou querer uma carta destas :)
Outro dia vou escrever uma.. ;)

Parabens!!

algodaoealfazema disse...

Parabéns, tia!

Microondas disse...

Já eras um bocado tia mas agora e a serio parabéns

Turista disse...

Pólo Norte, mutos parabéns pela querida que chegou ao vosso/nosso mundo.
É tããããão bom ser tia !

MissBlueEyes disse...

Engraçado, o meu marido escreveu uma carta para o filhote no dia 6,e Eu publiquei, com o título: "Carta aberta ao meu filho Salvador".

As coincidências... :)

Pólo Norte disse...

MissBlueEyes,

Talvez porque sendo este um blog público e eu publicando esta carta sem ser enviá-la simplesmente num e-mail privado, seja obviamente uma carta aberta..
Não é assim tão surpreendente a coincidência. ;)
No entanto, um beijinho para o Salvador e que seja tão feliz como eu desejo à minha Catarina. Este desejo aqui vai... em aberto.
Um beijinho.

Xana disse...

Pois aqui a família grã-ducal também gosta um bocado de ti...

:'-)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...