segunda-feira, 22 de julho de 2013

Mapas de representação cognitiva: pólo norte vs mámen

Acabei por comprar o champô sem sal no Boticário, onde não entrava há décadas por preconceito de perfumaria barata e com cheiro a lavanda. No entanto, depois de não encontrar marca Scala de porra nenhuma e o tal Tresemmé liso keratina estar esgotado nas prateleiras do Continente do Cascaishopping, não tive outra solução. O meu cabelo estava mais lambido do que se tivesse sido lambido por uma manancial de vacas açorianas. 
Comprei um champô de cereja do Boticário, assim sendo, a um preço simpático e fui muito bem atendida pela funcionária que também tinha o cabelo com alisamento marroquino e me fez aquele olhar de solidariedade de cabelo lambido. 
Cheguei a casa, fui tomar banho, lavei o cabelo, sequei-o e o cheirinho a cereja manteve-se. 
Comentário de mámen, como se fosse um chef daqueles do MasterChief Alcabideche:

- "Elá, o teu cabelo cheira a ginjinha. 
Muita bom esse champô!
 E olha que não é uma ginjinha qualquer, cheira mesmo à de Óbidos..."

...

...

...

(eu mereço?)

7 comentários:

Anna disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anna disse...

A gama Scala encontro geralmente no Intermarché ;)

Cecília Fernandes Vigário disse...

Podias cheirar a ginginha de óbidos devido ao bafo... assim sendo, nem te queixes muito! :D ahahah que sentido de humor o desse rapaz! :D

Mámen disse...

Podia ser pior: cheirar as caixa de cerejas de beira de estrada...

Só comigo disse...

Scala acho que só vi no Jumbo. Ginginha é bom, o meu diria que cheirava a tasca.

SN disse...

Se o meu rapaz se animasse com o cheiro do meu cabelo eu nao ficava nada chateada. Champô com efeito feromona nao parece nada mal!

Unknown disse...

E como ficou o cabelo no adespois do alisamento e de lavar o dito cabelo?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...