terça-feira, 17 de setembro de 2013

Matei o Batman!

Arrumámos a cozinha, lavámos o chão e abrimos uma janela pequenina, para o chão poder secar, arejar do cheiro do cozinhado e fui-me deitar.
Há 15 minutos levantei-me com um barulho estranho na cozinha. Ainda adormecida fui meia cegueta até à cozinha onde se ouvia um tumulto. Acendi a luz e ali estava o cabrão: um nojento, irritante e esvoaçante morcego. Ainda sem tempo de fazer marcha atrás e ir chamar mámen e no espaço de um abrir e fechar de olhos o nojento eriçou-se no meu cabelo. Comecei a gritar tanto que acordei mámen e Ana que depressa me "socorreram" na cozinha.
Como trazia a Ana ao colo, assustada com os meus gritos, mámen, esse grande filho da mãe querido não teve de meias medidas e fechou a porta da cozinha.  A desculpa era de que o bicho podia vir em direcção à bebé e fechou a porta da cozinha... ... comigo lá dentro.
Em pânico e a hiperventilar ouvia as indicações do super escoteiro cagalhão cá de casa, muito sábio a ordenar-me:" respira fundo, mantém a calma, fica quieta que ele está mais assustado que tu (!), não o mates!" e eu só gritava "pára de te armares em Power Baden a assistir ao parto da mãe natureza e vem-me mazé ajudaaaarrr!" e ele, todo preciosista a intelectualizar: "mas olha lá, quem é o Power Baden? É o filho do Power Ranger com o Baden Powell?" e eu a passar-me com o estupor do bicho.
Às tantas, a Ana chorava cada vez mais com os meus gritos e tive que me calar. Pensei que se ficasse quieta o bicho acabaria por se desembaraçar do meu cabelo e voava dali para fora. Assim aconteceu. O bicho soltou-se dos meus cabelos mas em vez de voar dali para fora começou a andar às turras na parede da cozinha.
Neste momento o Renato Seabra encarnou-se em mim e só tinha um objectivo na vida: matar o morcego. Mas sem fazer chinfrim e sem correr o risco de dar outra vez a minha melena ao manifesto. Então, agarrei na torradeira (tenho ainda daquelas antigas), abri uma portanhola e liguei-a, tentando fazer uma armadilha electrocutadora doméstica, como aquelas que se viam nos cafés dos anos 80 para matar as moscas. E funcionou: passado uns minutos o parvo do morcego, atraído pela luz ou pelo calor, pespegou-se na torradeira. E não sei se foi queimado, se dos safanões que levou, mas morreu.
Neste momento sinto-me o Renato Seabra dos morcegos a olhar para o pequenino Batman Carlos Castro que jaz no chão da minha cozinha, à espera que o Baden Ranger cá de casa se digne a parar de rir e esconda as provas do crime no caixote de lixo mais próximo. Caso contrário, de manhã come torradas com proteína.
Afinal, torradeiras é que é porque saca-rolhas são coisas de fraquinhos...

36 comentários:

Lia disse...

Obrigado pelas gargalhadas às duas e meia da manhã.... :'DD

Anita Silvestre disse...

Ahahaha eh lá, isso pareceu-me premeditado! Ah e tal, ele é que se meteu contigo... desculpas! ;) Eu também já me aconteceu uma invasão dessas, mas consegui ter a ação imediata e corajosa de uma Power Ranger como deve de ser - a mãe. Diz que eles à vassourada também se finam que é uma maravilha! :/ Paz à alma do Batman e parabéns pela coragem! ;) ***

Claudia disse...

A sério? Tudo te acontece. O que eu me ri...

Imensidão dos dias disse...

Eheheheh... Ainda bem que nunca tive um desses encontros imediatos. Foste uma corajosa.

Carolina Cardoso Silveira disse...

Muito bom.
Começar o dia a rir...

Carolina Cardoso Silveira disse...

Muito bom.
Começar o dia a rir...

Unknown disse...

Bem conseguiste por-me a chorar de tanto rir....
Lá se foi o "teu" Batman... Mas foi-se com estilo lá isso é verdade.
Bj

Johnny disse...

Espera só até as manas do Carlos Castro reclamarem o corpo para depositarem as cinzas nas ruas de Alcabideche. Essa terra nunca mais será a mesma.

Sexinho disse...

Pólo, estou perdida, perdida de riso!
Isso é que foi!
Qual MacGyver qual quê!
Ahahahahahah

Divagações disse...

Ursa A caça morcegos. Acho que nessa situação nem o verdadeiro Baden Power te safava pois ele próprio estaria escangalhado a rir. Mamen típico açoreano gozão :-D

Divagações disse...

Ursa A caça morcegos. Acho que nessa situação nem o verdadeiro Baden Power te safava pois ele próprio estaria escangalhado a rir. Mamen típico açoreano gozão :-D

Cat disse...

Ainda era uma estudante, há muitos e longos anos atrás, e no apartamento onde morava com outras colegas entrou um pássaro pela lareira... (já ouvíamos barulhos estranhos há uns dias)
Uma de nós gritava como se fosse um monstro de metro e meio, e outra ali aflita a ver se safava o passaroco a abrir as janelas, e o estúpido do animal batia sempre no lado do vidro...
Foram uns 3 ou 4 minutos muito muito intensos!!! Mas não houve mortes, felizmente, ele lá conseguiu encontrar o caminho!

dona da mota disse...

Ahahahaah!
Pensei que era só lá em casa. Volta e meia somos visitados por essas alminhas, mas nunca se enfiaram no meu cabelo...
Fica uma dica, para não os matares, nós comprámos uma coisa daquelas tipo "apanha borboletas", sabes? Que também dá para limpar a piscina, aquela rede. Temos um caça-morcegos lá em casa. Assim apanho-os e devolvo-os à natureza. Embora o meu marido, por 2 vezes, lhes acerte com o cabo e não coma rede e zás, era uma vez um (dois) morcegos.
Nota: Os miúdos adoram ficar a vê-los dentro da rede, olha as asas, olha o focinho, olha não sei quê.
Não há muito para fazer no campo...

The Queen disse...

Aaaaaaahhhhhhhhhhh..... O Joker, O Two Faces, a Cat Woman, Mr. Freeze, A Poison Ivy, The Riddler, deve estar tudo mortinho por te telefonar para tirar dúvidas...... Aliás.... Eles tentaram matá-lo com cenas todas xpto's.... tu, usaste a torradeira... que é bem boa para derreter a manteiga dos papo-secos!!!!!

J. disse...

Que horror! Tanta coisa por causa de uma morcego!?

Rosa Cueca disse...

Confesso que fiquei com pena do bicho.
Não são lá a coisa mais querida e fofinha do mundo, mas passar para o outro lado esturricadinho, também não me parece lá muito bem.
Aconteceu-me uma vez a mesma coisa, mas em casa dos meus tios. Cheguei e lá estava o dito no quarto. Por pouco não se aconchegava nas mantinhas e tirava uma soneca, mas foi só esperar um bocado, esbracejar, abrir a janela e lá foi ele à vida dele. Eu passei o resto das férias com a janela fechada.

Johnny Guitar disse...

Eu também matei um morcego que se meteu onde não era chamado, mas foi com um aspirador Hoover.

Anónimo disse...

Ahahah, coitado do bicho que morreu feito torrada.


bjs

MDRoque disse...

Que filme fantástico esta cena não dava !!
Featuring Polo Norte como Van Helsing and Mamém como, ou antes, come , torradas com morcego ahahahahahah
Acrescenta a Ursa já... matou um vampiro ahahahahahahah

Só Sedas disse...

AHAHHAHAHAH! Morri a riiiiir! Ainda estou a soluçar ahahah!

The Queen disse...

Hey.... Agora também podes ser apelidada de Buffy!!!

Filipa A. disse...

Coitado do bicho... Não havia necessidade nenhuma de o executar via torradeira! Fica a dica para a próxima vez: tudo o que tens de fazer é apagar a luz e sair da divisão, que eles acabam por sair por onde entraram.

cantinho disse...

Demais, como só a Pólo Norte sabe contar.

Vanessa disse...

Tu mataste o bicho?????!!!!!! :(

Unknown disse...

Maravilhoso!

Julgava que isso dos morcegos se colarem aos nossos cabelos era mito.

Só tu para ainda teres dessas torradeiras. E para te lembrares de matar o bicho à torradeirada!

Não habia nexexidade...hmmf.

Banana Stressada disse...

Era um morcego. Um ser dos mais inofensivos que existem. Não percebo. Assim como não percebo quem desata a guinchar quando vê uma barata.
Bastava abrir uma janela, ligar uma luz e fechar a porta que ele fugia a mil à hora.
Eu, que até acho piada a este blog, achei que este foi um post "meh" :-/.
Não percebo como é que matar um animal é motivo de piadola e mostrar o quão fortes e badass somos por matar um ser indefeso quando o bicho devia estar aterrorizado.

K disse...

Mas que coragem tiveste e sangue frio!

K disse...

E obrigada pelas gargalhadas...

Gaja Maria disse...

HeheHe. Coitadinho do Batman.... :D

Pusinko disse...

Um desfecho deste calibre é visto como sangue frio? Não devia ser motivo de gozo ou induzir tamanha gratidão um post a escarnecer de um episódio infeliz, em contraste com tantos e tão bons que o blog tem.
Pelo menos agora já tens a receita para uma eventualidade: janela aberta, sem luz e sem gente.

Fifi disse...

agora imagine se tivesse sido um destes: https://www.google.pt/search?q=giant+golden-crowned+flying+fox&rlz=1C1AFAB_enPT480PT480&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=KYI7Uv6oIsWThgei7YCABg&ved=0CAkQ_AUoAQ&biw=1366&bih=643&dpr=1#facrc=_&imgdii=_&imgrc=2JIvWmfnWFDJfM%3A%3BvSRAsehD33fLoM%3Bhttp%253A%252F%252F1.bp.blogspot.com%252F-MceSMMOMHHY%252FUCEUiXy-paI%252FAAAAAAAAEG4%252FUeuiKGbfQ54%252Fs1600%252FGiant%252Bgolden-crowned%252Bflying%252Bfox.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fanintrospectiveworld.blogspot.com%252F2012%252F08%252Fgiant-golden-crowned-flying-fox.html%3B400%3B319

Bigodes de Nata disse...

Admiro imenso as pessoas que têm sangue frio com um bicho agarrado aos cabelos.....
Eu sou traumatizada com bichos agarrados ao cabelo (mais um trauma... tsss)
Um belo dia de chuva passo debaixo de um telheiro e levei com uma "pinga" grossa na cabeça. Reacção: passar a mão pelo cocoruto para aliviar... Quando olho para a mão, tinha nem mais nem menos do que uma aranha irmã de tarântula, na minha mãozinha... A minha reacção foi igualzinha à tua, só que como estava na rua, "arrezoirei" com o monstro a direito ao chão e fugi a correr e aos berros rua abaixo até chegar a casa.... A partir desse dia, sempre que sinto alguma coisa no cabelo peço sempre a alguém que veja o que é, mais que não seja ao primeiro estranho que me apareça pela frente, sujeita a ouvir o que já ouvi: "Oh menina é só uma folha" (com ar reprovador e a afastar-se devagarinho da louca com folhas na cabeça...)
Por isso mesmo, admiro imenso as pessoas que têm sangue frio com um bicho agarrado aos cabelos.....


Obrigada por me fazeres rir até às lágrimas... Hoje estava mesmo a precisar.....


Beijos de Nata Traumatizada

Margarida Porto disse...

Pobre bicho... Nunca vás ao workshop de morcegos do Castelo de São Jorge...

Rosa Negra disse...

Isto merece ir para a lista "A Ursa já"... matou um morcego com uma torradeira.

b' disse...

Descobri :)
Para que conste, eu gosto de morcegos ��

S* disse...

Como é que isto foi em 2013 se eu me lembro desta história como se tivesse sido narrada apenas ontem? AHAHAHAH ADORO!
E para que conste, eu desconhecia essas torradeiras mas agora, há anos que associo essas torradeiras a morcegos, não consigo "desver" essa imagem!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...