sábado, 26 de julho de 2014

100 Quadripolares que vale a pena conhecer # Bé (20)



"Desde os 3 anos que cresci entre máquinas de costura, tecidos, linhas e toda a parafernália de artes manuais.
A minha tia que me educou era costureira e a minha avó, sem saber ler nem escrever, para além da costura tinha um jeito maravilhoso para as rendas, bordados e tricô.
Mas para tristeza de ambas eu abominava tudo o que se relacionasse com isto, só fazendo alguma coisa obrigada e com muitos protestos.
Para a história ficará o único cachecol que tentei fazer. A partir daí não quis mais saber de agulhas, dedais ou afins.
Há meia dúzia de anos uma amiga ofereceu-me uma máquina de costura que tinha a mais e desde aí ao fazer pequenas peças, percebi que até tinha algum gosto e só lamento não ter aproveitado para aprimorar as técnicas e os saberes que agora ficarão guardados a sete agulhas nas linhas do destino."

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...