quinta-feira, 18 de setembro de 2014

O mundo divide-se entre...

... as pessoas que dizem "obrigado/obrigada" de acordo com o seu sexo e os outros.

15 comentários:

K disse...

:D
exacto!

E depois ainda existem os dresgraçados que as professoras na escola explicaram mal o conceito e ainda não aprenderam...
Uma amiga durante anos teimava em fazer como lhe tinha dito a professora: supostamente a iluminada explicou que deveria dizer-se "obrigada" se estivessemos a agradecer a alguém no feminino e "obrigado" se a pessoa a quem queríamos agradecer era masculino.
Em vão lhe expliquei, vezes sem conta, que nós é que somos o sujeito que quer agradecer... logo, a distinção do género está em quem quer agradecer... vidas!

Mónica de Barros António disse...

Uma mulher a dizer "obrigado" tira-me do sério :X

Henriqueta Negrao disse...

Obrigada!

Angela disse...

Pior mesmo só o "obrigadinho/a"... vindo seja de que género for! :)

As minhas africanisses disse...

Bom, eu digo Obrigado. Sempre disse, e sempre disseram que Obrigado é a palavra e esta coisa do Obrigada veio agora. se é verdade ou não, não sei.
Mas tirar do sério é dizer "coffee break" ".

As minhas africanisses disse...

Bom, eu digo Obrigado. Sempre disse, e sempre disseram que Obrigado é a palavra e esta coisa do Obrigada veio agora. se é verdade ou não, não sei.
Mas tirar do sério é dizer "coffee break" ".

Infinitiva disse...

Isto é, divide-se em quem fala bem português e os outros :)

andorinha disse...

E depois ainda existem os que dizem: obrigados!

Elsa Alves disse...

Eu aprendi que "obrigado" funciona como uma interjeição logo não é definida pelo sexo! É como olá, óptimo, pronto (etc). Por isso digo, Obrigado! :)

sushi disse...

eu adoro os que dizem obrigadinhos :D

coisasquetaiseafins.blogspot.pt

sushi disse...

eu adoro os que dizem obrigadinhos :D

coisasquetaiseafins.blogspot.pt

Annie Wilson disse...

Acho que está tudo perdido quando ouço professores, na televisão, a dizer "prontos" ...

Mara disse...

Há dois erros que me tiram do sério, acho que até me causam dores físicas: esse do obrigado/obrigada e isto: "vistes, fostes, andastes, criastes, (...)". Até me arrepiei só de escrever!
Um beijinho
Mara

S disse...

Deve mesmo fazer-se diferença em função do género da pessoa que agradece e a explicação é muito simples: ao agradecer algo, uma senhora fica obrigadA para com a outra a quem agradece, um homem fica obrigadO. Como se fosse um adjectivo. Daí vem a distinção que deve, sim, fazer-se.

SBarreiros disse...

Existe sim "obrigado" como interjeição mas a gramática portuguesa foi obrigada a isso, fruto da ignorância dos seus utilizadores.
Agora é aceite (tal como "despoletar" no sentido de "desencadear", apesar de originalmente querer significar exactamente o contrário. "Tirar a espoleta, em linguagem militar, é exactamente impedir que algo rebente; logo, não sei porque as pessoas adoram a palavra para querer significar "desenvolver, desencadear").
História de sempre: Portugal premeia o pior e o probrezinho em vez de educar. E até adopta (ou "adota?) um AO...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...