segunda-feira, 25 de junho de 2012

Amor (cego) é...

Mámen comprar-me uma camisa de noite linda e oferecer-ma para eu ter o outfit mais giro do hospital.

O tamanho ser o "S".

...

...

...

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Humor de bata branca

Polo norte- Nao desfazendo, quando é que faço check-out aqui do hotel de cinco estrelas?

Médica- Como é uma cliente VIP prolongamos-lhe a oferta da estadia, pelo menos, durante o fim de semana. E não faça essa cara que ao fim de semana as diárias são mais caras...

Polo Norte comenta a evolução do seu quadro clinico em linguagem dejogador de futebol

Uma alegria. Objectivo cumprido. Infecção fora do rim. Soro na veia. Antibiótico na veia. Tranquilidade. Etapa cumprida. Um passo de cada vez. A força do colectivo médico. Resultado justo Agora pensar na próxima etapa. Pés assentes na terra.

(Nao é difícil: é só suprimir o uso de uma data de verbos. E usar, pelo menos uma vez, o termo "tranquilidade".)

sábado, 2 de junho de 2012

Oh, Bryan Adams!

Tu sabes, meu grande querido, que não é por falta de amor incondicional, paixão platónica e- há que confessá-lo!- tesão refreada. 
Tu sabes que eu deliro contigo desde 1991, que vi o "Robin Hood, o príncipe dos ladrões" umas 6 vezes e aquela porra dos "Três Mosqueteiros" umas dez vezes em cinema só por causa da banda sonora e que "There's all for one, all for love" e o camandro, que não perdia um "Top +", um dominguinho que fosse. 
Tu sabes que fui ao concerto de 1994 no Estádio de Alvalade e o quanto me custou conspurcar os meus pés no estádio do Sporting, depois em 2005 voltámo-nos a ver e eu assumi a minha paixão por ti sem pudores, numa altura em que já era embaraçoso fazê-lo.
E sabes que tinhas os bilhetes para hoje, que estava a pensar levar um cartaz a dizer "Bryan, faz-me (outro) filho!" mas a minha obstetra é uma invejosa e proibiu-me de me meter em "confusões e apertos" e que seu eu fosse seria "à minha responsabilidade" e eu sou uma caguinchas, é o que sou. 
Mas Bryan, honey-bunny, estou ligadíssima à televisão e a criatura que transporto hoje leva uma overdose de músicas tuas a bem ou a mal e juro-te que- não me chame Pólo Norte!- a tipa vai ser tua fã incondicional e dá-nos meia-dúzia de anos que lá te iremos escutar, ao vivo, as duas. Seja onde for. 
Ah, e já agora: se vires aí dois caramelos a quem fui forçada a oferecer ofertei generosamente os bilhetes faz-lhes um piretezito, pode ser?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...