quarta-feira, 27 de maio de 2015

Blogger procura lésbica para encontro casual

O Bairro do Amor levará a cabo uma sessão fotográfica, inspirada nesta iniciativa, no Porto, no próximo sábado à tarde.

Estarão presentes várias mães que defenderão o direito à escolha, ao livre arbítrio, à liberdade de fazerem opções diferentes de acordo com o que mais se adequa às suas vidas e dinâmicas familiares.

A Elisabete estará a fotografar. A Ângela será a anfitriã e temos já todas as participantes seleccionadas e convocadas , à excepção de... uma mãe lésbica que queira dar a cara pela causa!

Procura-se, portante uma mãe lésbica.

 O Bairro do Amor promete uma tarde divertidíssima a Norte!

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Amor a dobrar

 

 
 
O Bairro do Amor vai, durante o mês de Maio, e ao abrigo do seu Movimento 12:12 apoiar o início de uma família a estrear. Uma família que se vai tornar família porque à mãe se juntarão os gémeos que estão prestes a nascer. Dois pequeninos, prematuros, que se farão anunciar assim que os médicos derem o ok, garantindo a maior segurança de todos os intervenientes. Deve ser esta semana.
Esta mãe é empregada doméstica e tem muitas limitações não só a nível financeiro mas também ao nível das suas competências de parentalidade acrescidas ao facto de não ter uma rede social de suporte familiar consistente.
Ora, o Bairro já tratou do mais importante: uma vizinha enfermeira vai acompanhar, durante um mês, esta família em termos de apoio domiciliário e será a "madrinha do Bairro" destes bebés. E estará sempre disponível, num regime de tutoria, para ajudar esta mãe.
Posto isto- que é o mais importante- o Bairro usará todo o seu orçamento do 12:12 referente ao mês de Maio mais os donativos dos dois últimos meses da marca Mirtilo (obrigada Raquel!) e ainda mais donativos que chegaram, propositadamente, para este efeito para tentar comprar um carrinho em segunda mãe de gémeos. Os carrinhos custam os olhos da cara na Kids to Kids e na OLX mas pedimos a todos os possíveis particulares que leiam este post que nos ajudem a encontrar uma solução exequível. Queremos mesmo resolver esta questão! Idealmente o carrinho deveria ser da Pré-Natal pois temos dois ovos de oferta desta marca que seriam compatíveis, poupando-nos dinheiro.
Já temos banheira, roupinha (mas mais será bem-vinda), temos um esterilizador a frio da Chicco, temos mantas e roupa de cama, temos toalhas. Temos dois berços.
Falta-nos creme muda fraldas, compressas/toalhitas, fraldas às carradas, fraldas de pano, mala de passeio ( para transportar fraldas e mudas de roupa, etc). É capaz de a mãe vir a precisar de uma bomba de leite para extrair em casa se os bebês ficarem internados mais tempo que ela e sacos de congelação próprios - se alguém puder emprestar a bomba era boa solução. Soro fisiológico, aspiradores nasais. A mãe pode precisar de discos de amamentação, também.
Como sabem o Bairro do Amor não foi criado numa perspectiva assistencialista.  Não iremos sustentar esta ou outra família ad eternum. O Bairro do Amor foi criado para ensinar a pescar, para dar um empurrão na vida de pessoas e de ajudá-las a estruturarem-se com os recursos que têm.
É isso que queremos fazer este mês: ajudar esta mãe no seu novo papel, ajudar esta mãe nas despesas iniciais de forma a levar já um balanço para os tempos que se avizinham e ajudar estes bebés a um início de vida mais leve, para que todas as preocupações desta mãe, nesta fase, se resumam a descobrir em si o que é o amor de mãe. Neste caso, para melhorar tudo ainda, a dobrar.
 
Contamos convosco?
 
 

segunda-feira, 11 de maio de 2015

No fim-de-semana que passou

Vi, finalmente, ser lançado o site do Bairro do Amor com a ajuda do meu mano. Ouvi as ideias da Vera. Comovi-me com a sua generosidade. Conheci a Rafaela. Provei bolinhos albicastrenses. Comprei o Jornal i. Sorri ao lê-lo. Brinquei com areia cinética. Matei saudades da Sandra, da Maria João, da Mafalda, da Patrícia e da Raquel. Almocei no Mac. Ri-me com o Paulo. Tive orgulho em pertencer ao Bairro do Amor. Fui a uma festa de aniversário da melhor amiga da Ana, filha de uma amiga minha de infância. Relembrámos episódios hilariantes lá da rua, das vizinhas e das formas como éramos chamadas pelos nossos pais e avós quando era final de tarde e queriam que saíssemos da rua e voltássemos para casa. Partilhámos cumplicidades. Fiz festinhas na barriga de uma delas e eu nem gosto de fazer festinhas em barrigas de grávidas. Deixei a Ana rebolar-se no chão cheio de terra, apanhar vegetais da horta e rebentar balões com a amiga à sucapa. Acordei tarde domingo. Comprei uma prenda maravilhosa para a minha tia. Fui ao almoço de comemoração das bodas de ouro dos meus tios-avós. Tive saudades do meu avô. Acabei o fim-de-semana a três no Alcatruz, a melhor esplanada da linha de Cascais. Fui mesmo feliz. 

domingo, 10 de maio de 2015

sexta-feira, 8 de maio de 2015

quinta-feira, 7 de maio de 2015

A mim calhou-me 25

Alguém tem que vos dizer isto e eu dou o corpo às balas: sabem aquela app do facebook que identifica a vossa idade estimada?

Trata-se de idade mental, não cronológica.

(Sim, continuamos umas velhas carcaças, não se iludam...)

Não lhe quis dar um desgosto mas já a tinha comprado na segunda-feira passada para fazer tempo enquanto esperava o comboio

Eu no comboio. 
Um senhor velhote com ar distinto sentado à minha frente, naqueles lugares de quatro com mesa e tomada. 
Vêm as empregadas da CP que oferecem jornais ou revistas aos passageiros. Só há a Caras, o Negócios e jornais desportivos. 
Olho para a oferta parca e, sem grandes alternativas, peço o jornal de Negócios. 
Comentário do senhor para a empregada:

- "É botar os olhinhos nesta menina. Nem tudo está perdido! Eu a achar que ia pedir a revista da calhandrice. Ora toma que é para aprenderes, Américo! Sim, senhora! Parabéns!"

:) 

quarta-feira, 6 de maio de 2015

A PROVAR | Profiteroles do LIDL

Sou muita forte nas sobremesas ou sobremesas for dummies

1- Vai-se ao LIDL e compra-se uma caixa
2- Tiram-se os profiteroles da embalagem bem como o saquinho de chocolate quente que a acompanha
3- Metem-se os profiterloes numa tacinha
4- Aquece-se no microondas  o chocolate quente previamente vertido do saquinho de plástico para uma molheira
5- Regam-se os profiteroles com chocolate quente

100 Quadripolares que vale a pena conhecer # Ana Luisa (27)




"O maior desafio da minha vida foi uma mistura de dois: aprender a perder e aprender a dormir sozinha.
Tudo isto, bem visto é deixar de ter medo do escuro; que o medo que eu tinha do escuro era gritante - gritava tão alto que me sumia o próprio quando este se formava na garganta. Paralisava na cama, paralisava à porta do corredor que ligava as partes diferentes da casa.
O maior desafio da minha vida foi este mesmo: passar no escuro e pensar no escuro, sem mais medo."


Ana Luísa

Ele nunca me telefona durante o dia mas hoje telefonou-me

- Hoje também vou apostar no Euromilhões.

- Para ficares tu em casa com a Ana? (sorrio)

- Não: para tu poderes ficar.



(Gosto tanto deste homem, caraças!)

sexta-feira, 1 de maio de 2015

O verdadeiro casamento quadripolar

2016 é o ano em que vamos renovar votos.
Estamos indecisos entre isto






e isto





Alguém adivinha qual dos membros do casal prefere o quê? :P
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...