domingo, 29 de abril de 2012

Private post às leitoras farmacêuticas deste blog

Não recomendem a clientes que coloquem um pouco do conteúdo de um frasco de Agiolax num pequeno tupperware para transportarem na mala e usarem em caso de emergência.

É que, algumas delas, podem esquecer-se do dito em cima da mesa da cozinha e corre-se o risco do conteúdo acabar a enfeitar um bolo de chocolate.

 Mámen rules!

"Deixai vir a mim as criancinhas; não as impeçais, pois delas é o Reino de Deus"

Cenário: Festa de anos do meu amigo Paulo. 


Acto I

Criancinha diigindo-se à Pólo Norte- O que é que tens na barriga? Um dói-dói?
Pólo Norte- Não, um bebé.
Criancinha- Aí dentro?
Pólo Norte- Sim.
Criancinha (aos berros)- TIRA-O.

Acto II

Sr. Artur- Então, a herdeira já tem nome?
Pólo Norte- Já: Ana.
Sr. Artur- Gosto muito. Ao menos não inventaste aqueles nomes que não lembram ao menino Jesus: Lua ou Cárina ou o que os valha.

Criancinha do acto anterior aproxima-se. Pais por perto. 

Sr. Artur- Olá, pequenina. Como é que te chamas?
Criancinha- Cárina.

Acto III

Criancinha aproxima-se novamente. 

Criancinha- Olha, o bebé ouve aí na barriga?
Pólo Norte- Ouve.
Criancinha- Posso falar com ele?
Pólo Norte (enternecida)- Podes.
Criancinha (aproximando a boca do meu umbigo e aos berros). SAIIIIIIIIIIIII DAÍ!

Epílogo

Pólo Norte (tentando dar um ar doce e maternal)- Não podes gritar para a barriga! O bebé ainda não pode sair, sabes?!
Criancinha- Então, "arrebenta"!

sábado, 28 de abril de 2012

Filhos sobredotados: vejam com os V. próprios olhos!


As minhas amigas do coração  Almofariza e Susana foram quadripolarizar Toronto. E os herdeiros deram o rosto à tarefa de evangelização polarização.

Um beijinho enorme à Mariana, ao Tomás e à Isabelinha.Tia Pólo <3 you all!

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Dilemas de grávida? Pólo Norte resolve.

Primeiro não podia pintar o cabelo. "Ah e tal, o amoníaco faz mal ao bebé. Deixa voltar à tua cor natural.." Meus, amigos, expliquem-me lá: vocês acham mesmo que eu ainda sei qual a minha cor natural? Há tintas sem amoníaco, pá! Deixem-se de caguices. "Eramaisoquefaltava" para além de Sancha pança ser uma Sancha pança de raízes escuras no cabelo à badalhoca relaxada. Resultado: cabelo pintado!
Depois, nada de pintar as unhas. WTF? "Ah, o verniz em contacto com as unhas pode ser tóxico para o bebé". Pois, pois. E trabalhar em Lisboa e ter que apanhar com a poluição todos os dias na fronha, não faz mal? Ah, então porque também não me proíbem de trabalhar? Resultado: unhas pintadas.
A seguir: STOP! Nada de banhos de imersão. Meus amigos, a minha tensão arterial chegou a 18! Repito: dezoito. Acham mesmo que vem mal ao Mundo se eu tomar um banhinho de imersão com água morna de mês a mês, naquela de relaxar, e a tensão baixar um bocadinho?! Resultado: banho de imersão mensal porque eu mereço!
Devias usar meias elásticas! E a seguir: cuecas de gola alta? Não faço depilação? Deixo crescer o pelume na sovacada? É suposto eu não afugentar o meu respectivo antes do final da gravidez, certo? Resultado: meias elásticas, o camandro!
A última foi: nada de massagens! Epá... Comento? Não comento? Hoje temos farra de shiatsu às 19 horas! 
E não me venham com conversas porque mais vale uma mãe que cometa pequenos pecados que uma mãe deprimida, TÁ?!

quinta-feira, 26 de abril de 2012

A VISITAR | Caldeira de Santo Cristo


Se te perguntar, de repente, um sítio onde já foste muito feliz, qual a primeira imagem que te vem, de imediato, à cabeça?

terça-feira, 24 de abril de 2012

Carta a Helena Sacadura Cabral

Li, há algum tempo, uma entrevista sua em que a jornalista lhe perguntava "Como é ser mãe dos Portas?", ao que a Helena respondeu "Eu não sou a mãe dos Portas. Os Portas é que são os meus filhos."
Talvez, por isso, hoje ao deparar-me com a notícia da morte do Miguel os meus pensamentos lhe tenham sido, inteiramente, dirigidos a si. Porque hoje, mais que nunca, o Portas é o seu filho.
Não é o professor, o político, o intelectual, o pensador. É o filho da Helena.
Não me conhece de parte alguma mas queria que soubesse que estou grávida e vou ser mãe. Já o sou um bocadinho, desde o dia em que uma mancha colorida apareceu num teste de farmácia. 
E hoje, a criar uma vida em mim, não posso deixar de me sentir triste por si, por ter que lidar com a morte de uma vida que criou, de um filho que projectou, educou, acompanhou, ajudou a crescer e de quem de espera tudo, menos sobreviver à sua passagem pela Terra.
Um filho é um projecto de continuidade, é um contrato sem termo, é um vínculo vitalício. Um filho não pode- não deveria!- morrer assim.
Por isso, Helena, não sei se algum dia chegará a ler esta carta mas quero que saiba que, sim, hoje estou triste consigo, por si.
E na véspera do dia da liberdade poderia dizer que o destino foi irónico mas quero acreditar que a vida- a morte?- talvez tenha alguma lógica. Que amanhã haja flores e cravos vermelhos. Que haja lágrimas e despedidas. Que haja tristeza porque nos devemos permitir a ficar tristes, desmesuradamente tristes. E que, de alma amputada, se consiga lembrar das memórias boas como daquele dia em que, com o sentido de humor que a caracteriza, respondeu "Eu não sou a mãe dos Portas. Os Portas é que são os meus filhos".
E sê-lo-ão. Para sempre.
Um beijinho apertado, como um abraço que demora.

O Mundo divide-se entre... (edição especial)

(Eu sei que é a V. rubrica preferida. Completem a frase, portanto.)

sábado, 21 de abril de 2012

Se não lhes dás hipóteses com os diminutivos...

Irei baptizar a minha filha de Ana. 
Sem segundo nome o que, à partida, faz muita confusão à maioria das pessoas. Ainda não houve uma alminha que me perguntasse como se irá chamar a bebé e que, depois de ouvir Ana, não questionasse de imediato "Ana quê?".
A minha filha irá chamar-se Ana. 
E Ana é um nome demasiado simples para a maioria das pessoas. Ana não tem lógica nenhuma. Que sensaborão, ora essa. Ana, onde é que já se viu uma heresia destas?
Acontece que a filha é nossa e Ana será. 
A última tendência das pessoas que nos rodeiam é de começar a inventar diminutivos fofinhos para apelidar a bebé: Anita, Anica, Aninhas, Nini, Nocas and so on.
É duro ter que explicar que diminutivos pressupõem a supressão de letras do nome, ou seja, diminuir o mesmo. E diminuir Ana é complicado. A? Na?
Portanto, não inventem, pode ser?

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Casamento em tempos de gravidez

Uma grande amiga minha decidiu casar em Junho, na Sertã.

Tendo em conta o meu estado de gravidez nessa altura estou indecisa entre este modelito, caso esteja calor e este, caso faça frio.

...

Não fui eu que escrevi (mas podia ter sido)


Obrigada à Ana e à Pintas!

Desejos de grávida (não, não são um mito!)

Mandar cortar o cabelo à chapada ao Luis Represas;
"Poribir" a Margarida Rebelo Pinto de escrever;
Explicar à Ellen que ela dança tão bem como eu faço montagens no Paintbrush;
Implementar uma multa que reverta para ajudar as pessoas na Guiné-Bissau por cada americana que soltar a expressão "Oh my go-sh";
Agarrar na Carolina Patrocínio e expatriá-la para a Suécia quando não há sol metade do ano;
Fazer uma macumba e por cada vez que a Jillian do Biggest Looser gritasse descontroladamente com os concorrentes fazer com que lhe caísse um dente;
Colocar o Cláudio Ramos numa prisão feminina cheia de reclusas famintas por sexo;
Operar as cordas vocais da Júlia Pinheiro. E da Cristininha do Goucha;
Fazer com que cada ex-mulher de jogador de futebol que se auto-intitula de empresária trabalhasse 10 horas por dia e sete dias por semana;

...


(Post em actualização. Aceitam-se sugestões na caixa de comentários)

"Explicar uma piada é como dissecar um sapo. Você o entende melhor, mas o sapo morre no processo” - E. B. White.

De uma vez por todas: o header do blog não tem um erro de ortografia.

Pólo Norte odeia (hate) a Hello Kitty.

Já a baby bear comeu (do inglês "ate") a Hello Kitty!

Pode ser, minha gente? Pode? Pode?

(Eu expliquei aqui logo no dia em que se inaugurou o header mas "peronto"..)



Adenda- Eu sei que "mámen" tb não está bem escrito em Inglês. Quando o escrevo brinco com a sonoridade, tá? E acho graça a que se refiram ao plural do man como "erro crasso"  e ninguém se lembre que o pronome possessivo tb esteja aportuguesado.  Tem que se explicar tuuuuudo. Bolas, pá!

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Lembrete: quadripolarizar com urgência os CTT de Portugal

Vais aos CTT levantar uma encomenda que te enviaram para a baby bear.

No lugar do destinatário aparecem, exactamente, as palavras : "Baby bear". 

Resultado : 35 minutos para me entregarem a porra do envelope...

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Não conheces verdadeiramente o potencial da tua mãe até que...

... ela se inspira no casaquinho feito à mão pela Turista e decide ver se "ainda se lembra" de fazer malha:



terça-feira, 17 de abril de 2012

segunda-feira, 16 de abril de 2012

domingo, 15 de abril de 2012

O Mundo divide-se entre... # 62

... as pessoas que depois de fazerem as respectivas necessidades lavam as mãos e os porcos/porcas outros.*


(*Depois de contabilizar 7 senhoras no wc do Cascaishopping, no espaço de 5 minutos, que saíram sem se aproximarem do lavatório. Blheca!)

Balanço da evangelização quadripolarista. Que é como quem diz: o espalhar do amor polar pelo Mundo

22 países quadripolarizados
9,77 % do Mundo <3 Pólo Norte

As provas aqui.

Orientação vocacional intra-uterina

A baby bear mexe-se. Mexe-se imenso. Já na última ecografia agraciou-nos com um mortal exímio. 
Mámen tratou logo de comentar com a médica:

Mámen: "Já vou poupar tempo. Não vou aplicar-lhe provas psicométricas de orientação vocacional. Não vão ser precisas para nada! Está mais que visto que a carreira dela está definida..."

(Médica com ar interrogativo)

Mámen (virando-se para mim): "Será que se paga mensalidade no Chapitô?"

sábado, 14 de abril de 2012

Os leitores deste blog são melhores que os dos vossos #5

Acabado de receber na caixa de e-mail do blog:

"Ah, e uma fotografiazinha da barriga postada no blog: para quando?"

...

...

(respirar fundo)

...

...

...

(Olha que foda-se, han?!)

Toda a verdade sobre a gravidez. Ou sobre a minha, vá.

1- O primeiro sinal de que estás grávida é a ausência de menstruação- Falso. Tive a menstruação dois meses inteirinhos depois de estar grávida. Ah, mas o fluxo era diferente! Not. Tudo igualzinho. Dores menstruais e tudo. Não tivesse ido para Nova Iorque e decidido fazer um teste (bem, na verdade foram três!) por descargo de consciência e tinha carregado nos Cosmopolitans até não haver mais.
2-Quando dás a noticia às pessoas mais próximas, toda a gente fica num êxtase sem fim- Falso. A minha melhor amiga Catarina estava a dormir quando lhe liguei e mal conseguia balbuciar qualquer coisa de jeito. A minha melhor amiga Xana estava a meio de um trabalho de grupo para o Mestrado e nem conseguiu reagir. A minha prima Kicas disse logo que "só gosto da ideia se for uma menina". A minha tia perguntou "Jura?" umas trinta vezes. Mãe do mámen ficou num silêncio sem fim a pensar "pronto, é desta que já não há volta e lá me fica ela com o meu filhinho para sempre". E mamãe? Bem, mamãe fez "oh, parva!" dez vezes, seguido de "estás a gozar, estúpida!" uma vinte, mais "não se brinca com essas coisas, pá!" uma sete vezes e depois um ar de apoplexia durante meia hora. Só uma hora depois de ter saído de perto de mim me ligou a perguntar "olha lá, é mesmo verdade?".
3- A gravidez é um estado de graça.- Falso. E a graça que tem esta expressão? Nenhuma. O primeiro trimestre foi tooooodo passado a vomitar. Ah e tal, os enjoos matinais são frequentes. Qual matinais qual quê? Eram matinais, eram à tarde, eram nocturnos. Até água eu enjoei, senhores! E a cara de pescada com que eu andava? Uma graça doida. Experimentei de tudo: bolacha ao acordar antes de tirar os pés da cama, gengibre cristalizado, tudo, tudo, tudo. Acho que só não experimentei sabão azul e branco! Mas seria o próximo item a experimentar caso os sintomas não tivessem abrandado.
4- A primeira vez que assistes a uma ecografia é muito emocionante- Falso. Pelo menos, no meu caso, que fiz uma eco com poucas semanas. Era, literalmente, uma mancha de Rorschach. Ver aquilo ou uma eco de uma lampreia grávida teria sido a mesma coisa. O coração do bebé também ainda não se ouvia. No fundo, não havia grande expressão ecográfica. Emoção? Nenhuma.
5- Gravidez não é doença- Falso. Primeiro foi uma ameaça de aborto com spotting e tudo o que se tem direito. Depois, tantos vómitos que me sentia uma bulímica: doía-me o estômago de tantas contracções, doía-me a garganta de tanto esforço, a boca sabia-me mal de tanto azedume. Seguiu-se um desmaio. Uma intoxicação alimentar. Ah, e infecções urinárias? Pelo menos duas. Ando com herpes labial há três semanas. Gravidez não é doença? Vão bardamerda!
6- Ficas muito emocional quando estás grávida e a culpa é das hormonas.- Falso. Desde o início da gravidez e já lá vão uns meses: zero lágrimas. Repito: zero. Nem o "Extreme makeover home edition" com histórias de fazer chorar as pedrinhas das calçadas me faz verter uma lágrima. Nadica. Já vi o Kramer contra Kramer, já ouvi músicas que- em estado normal- me emocionam e... nada! Sou mesmo uma cabra! É oficial.
7- Ficas muito orgulhosa com a nova forma da tua barriga.- Falso. Olhar para baixo e ver uma proeminência a querer entrar em competição com as minhas maminhas aflige-me. É esquisito. Aliás, já experimentei o exercício de me encostar direitinha a uma parede e olhar para baixo. E temo que, pela primeira vez em 18 anos, consiga vislumbrar o meu umbigo sem que o peito o encubra. É estranhíssimo. E não, ainda não me acostumei. A minha sogra ter-se despido à minha frente nas últimas férias e eu ter assistido às suas peles abdominais descaídas a taparem-lhe o "baixo ventre" também não ajuda muito à coisa. E, sim, sonho com uma abdominoplastia daqui a uns meses.
8- O peito cresce-te descontroladamente- Falso. Ok, eu já tinha um peito grande. E continuo a usar os mesmos soutiens. E, a não ser que no último trimestre a coisa dispare, não noto diferenças significativas.Nunca chegarei aos calcanhares da Fafá de Belém, está visto! Pelo exposto, já não poderei dizer o batido "a gravidez é o silicone dos pobres". Bah!
9- Uma mulher só se realiza depois de ser mãe - Falso. Eu nunca fui muito romântica em relação à gravidez e à maternidade. Deixem-me esclarecer, eu sempre achei que viria a ser mãe e que me iria realizar muito com esse papel. Continuo a achá-lo. Agora, o que eu nunca acreditei é que o propósito e a missão da vida de qualquer mulher seja a de ser mãe. Caso eu não conseguisse experimentar a maternidade, estou certa que não me sentiria menos mulher por isso. E que seria muito feliz nos outros papéis que desempenho na minha vida: mulher, filha, familiar, trabalhadora, cidadã. E que encontraria outras fontes de realização pessoal. Acredito, sinceramente, que ser mãe não faz de uma mulher mais completa que outra que não o seja. Fá-la, apenas, experimentar um papel diferente. Que, no caso de algumas mulheres, pode ser o papel que mais as realiza. Mas que não pode (nem deve) ser o papel exclusivo da sua vida. Mais do que mãe, serei sempre eu: pessoa e mulher.
10- A gravidez é algo mágico.- Falso.Não estou a achar encanto especial no facto de estar grávida. Se o mámen pudesse experimentar a gravidez, conceder-lhe-ia o meu lugar na hora. Sem pestanejar. Ou se me dissessem que eu poderia esperar nove meses para ter um bebé meu e dele nos braços, sem ter que passar pelo estado de grávida, eu concordaria de imediato. Diz a minha amiga Luna qualquer coisa como " a gravidez é o sacrilégio sacrifício que as mulheres têm que passar para no final terem um bebé como recompensa". Subscrevo inteiramente. A única magia que vejo na gravidez é a ilusão de querer que isto desapareça rápido e se transforme na minha filha. Cá fora.

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Como garantir um bebé 100% quadripolar?

Mãe: Psicóloga
Pai: Psicólogo
Avós: Ajudante de enfermaria num hospital psiquiátrico na menopausa + auxiliar de educação numa escola secundária hipocondríaca
Avôs: Jornalista poliamoroso + tasqueiro Dono de um estabelecimento comercial que vende álcool "retornado"
Tios-avôs: Advogado + Bate-chapas + Jornalista + Dono de um ferro-velho + Presidente de uma associação que defende os direitos das mulheres/Activista feminista + Desempregado e alcóolico + Embaixador + Empregado de uma drogaria + Escultora
Futuras madrinhas: Psicóloga + Arquitecta
Tios: Psicóloga + Fashion Adviser + Psicóloga + Gestor viciado em Excel + Directora Financeira + Músico na banda da Guarda Nacional Republicana + Psicóloga + Bibliotecário + Trabalhadora da TAP + Engenheira sanitária + Psicóloga

Há dúvidas?

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Ah e tal, Pólo Norte como foste vestida para a cerimónia de entrega do BILF award 2012?


Vestido: FIC (Feira Internacional de Carcavelos)
Cinta-espartilho:Centro Comercial Martim Moniz
Maminhas push up: mãe natureza + gravidez
Recheio da barriga: espermatozóide 364496' N 2928649 ' WE + óvulo 156 dm (depois da menarca)

BILF award: o discurso do vencedor

"Não sei para que nasci. Há pessoas que sabem, como os ciganos que nascem para vender roupa falsa na feira e viver dos subsídios de inserção social, ou os taxistas que nascem para falar de futebol, levarem bêbados a casa e serem umas bestas na estrada. Eu não sei. Nunca soube. Ou se calhar já soube e já me esqueci. 
Mas sempre fui um bocado como o meu tio Alberto. Quando meto uma coisa na cabeça é para sempre. Ele meteu a placa de platina por causa do acidente que teve com a Famel quando foi contra a carrinha do homem que ia vender peixe às quintas feiras e eu meti, desde que fiz o blog, o objectivo de ser o próximo BILF.
A competição foi dura.
Desde trolls do norte - que toda a gente sabe que vêm de Rio Tinto (que é o equivalente a Mordor no norte) - a gajos que fazem equipas de futebol com nomes de escritores russos, houve de tudo!
Designers... essa gente que não compra uma casa porque está 1px ao lado do que eles querem, mas que não se lembram que se podiam destacar dos demais simplesmente aumentando o z-index.
Jibóias... deus me livre de perder uma corrida para um cego! Passo-lhes sempre à frente quando é para entrar no metro e eles nem topam! 
Andei 7 dias com barba de 3 só para poder competir com o Alfaiate.
Competi contra gajos que se auto-intitulam de Maus e fi-los ter medo!
Ultrapassei o meu próprio mentor...
Intrujei Patifes e Sacanas e gajos com nome de xarope prá tosse!
O POC é do Benfica. Está habituado a ficar atrás dos gajos do Porto. E já começou a chorar contra a arbitragem. Típico...  
O Menino da Mamã, bom, não é preciso dizer mais nada... pois não?
No meio disto tudo o que me fez frente foi um gajo do Barreiro. Acontece que eu só aceitava perder para um gajo do Barreiro, se ele me assaltasse com uma faca e me roubasse o primeiro lugar ou se me ultrapassasse com o seu FIAT Punto kitado. Não aconteceu...
Agora é a parte em que tenho que agradecer. Há muitas coisas pelas quais eu sou agradecido. Agradeço à metade da população da Amadora que ainda não me assaltou. Agradeço a invenção dos desportos radicais como o bungee jumping ou andar de comboio na linha de Sintra. Agradeço a Deus pelos anões e o Cláudio Ramos. Agradeço à minha mãe por ter mostrado o meu blog aos colegas da Universidade Sénior e por ter criado um ser tão perfeito como eu que sabe fazer scones (que às vezes ficam farinhentos e colam-se à placa da minha avó) bons. Ou não.
Ah, e à Polo Norte pela coca e pelas prostitutas romenas do prémio!"

terça-feira, 10 de abril de 2012

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Primeiro desejo de grávida

Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio! Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!Quero ir ver o Bryan Adams ao Rock in Rio!

Competências parentais

(Pólo Norte e mamen recostados no sofá a fazerem planos futuros para a baby bear.)

Pólo Norte- Eu vou fazer questão que ela acredite no Pai Natal o máximo de tempo possível. E, já agora, nas fadinhas dos dentes.

Mamen- Percebo. Eu também vou fazer a minha parte: vou fazer questão que ela acredite no Sporting até morrer.

domingo, 8 de abril de 2012

Era menina para fazer uma brincadeira destas...




Obrigada, Jota!

A EXPERIMENTAR | Petiscar marisco ao final da tarde no Portinho da Arrábida





Que bem que se está no Portinho da Arrábida...

Domingo de Páscoa natalício

Pólo Norte decide colocar um vestido giro mas repara que as atenções ir-se-ão virar para a sua barriguinha proeminente. Resignada, maquilha-se, acrescenta um chapéu glamouroso e ao sair de casa enfia uns óculos de sol gigantes.

Mámen (com um semblante muito sério): "Caso não saibas mas na arrecadação está a caixa com as bolas e as fitas da árvore de Natal, caso ainda te faltem acessórios de moda, ok?! Há duas série de luzinhas à tua disposição também, just in case..."

sábado, 7 de abril de 2012

Quadripolaridades pascais matrimoniais

(Mamen na cozinha. Cheirinho bom a comida em toda a casa. Pólo Norte na sala a fingir que está a trabalhar enquanto bloga)

Pólo Norte- Huuuuum, cheira tão bem...

Mamen- Estou a fazer coelho no forno..

Pólo Norte- Coelho? Como coelho? Fónix, estamos na Páscoa...

Mamen- Que mal tem?

Pólo Norte- Dahhhh! Coelho? Páscoa? Rings you a bell?

Mamen- Ah, já percebi... Porra pá, explicavas-te melhor, não? No worries. Só ontem é que foi sexta-feira santa. Hoje já podemos comer carne.

 ...

(Desisto.)

Ritual BILF (ao jeito dos prémios Nobel) - step 1

1- Anunciar o vencedor:

 (Obrigada às queridas Isabel Coimbra, Joana Silva, Maria Esteves Pereira, Inês Pessoa, Raquel Cruz, Carina Garcez, Daniela Barros, Daniela Ferreira e Daniela Brás)

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Lembram-se do post em que eu reclamei a elevação de Alcabideche a cidade?

Se dúvidas houvesse, a minha amiga Xana descobriu esta pérola:



Synopsis
Steven, élève d'une classe spécialisée, apprend que son école a gagné un voyage à Alcabideche au Portugal. Il est fou de joie, c'est l'occasion de voir enfin son pays d'origine. Arrivé sur place, la folie des grandeurs le possède, il décide de mener ses propres vacances.

Avec
Godié, Nytt, Vincent Habay, Last' Ar, Cico, Caty Baccega, Nilton Martins, Jean-François Wolff, Dieudonné Kabongo, Gilles Soeder, Isabelle Dickes ainsi que Orelsan, Andy Bausch, Lea Linster, Marylene Bergmann, Fausti, Jean-Luc Bertrand et pleins d'autres!

Genre: Comédie
Durée: 85'
Format: 2:35
Son: Dolby
Langue: Français, Portugais

Suivez les gars sur
facebook.com/​lesfameuxgars
et
twitter.com/​lesfameuxgars

quinta-feira, 5 de abril de 2012

C'est la vie...



Hold me close and hold me fast
The magic spell you cast
This is la vie en rose
When you kiss me heaven sighs
And tho I close my eyes
I see la vie en rose.

When you press me to your heart
I'm in a world apart
A world where roses bloom
And when you speak, angels sing from above
Everyday words seem to turn into love songs
Give your heart and soul to me
And life will always be la vie en rose.

Dia de ecografia

Vamos lá confirmar se entretanto cresceu uma pilinha/blica e ninguém deu por isso...

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Trim, trim. Dói-dói.

Sabes que de manhã és uma pessoa completamente imprestável quando agarras no iPhone de brincar que a tua sobrinha Catarininha deixou em tua casa e o passeias durante todo o dia na mala, estranhando que o mesmo não toque, e sem reparares que deixaste o verdadeiro em casa.

QUEM CARALHO INVENTOU ESTAS CÓPIAS PERFEITAS DE TELEFONES PARA CRIANÇAS?

VOLTEM OS TELEFONES COM BOTÕES GIGANTESCOS E COLORIDOS E SONS DE ANIMAIS, POR FAVOR!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...