sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Querido Departamento de Recursos Humanos do Mini-Preço/Dia

Antes de qualquer prova psicométrica, antes de qualquer entrevista ou dinâmica de grupo ou prova situacional que hipoteticamente usem no V. recrutamento e selecção sugiro uma prova de correspondência com setinhas entre imagens de vegetais/frutos e respectivos nomes. 

Não é que não me tenha divertido quando vi a menina a pesar marmelos e a registá-los como xuxus ou a pesar batata doce e a registá-la enquanto beterraba mas é que, só no meu caso, quer num quer noutro artigo vocês ficaram a perder. Uns euritos valentes. 

Sempre ao dispôr, 

PN

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Diz ele que pelo menos actualizei a minha lista de "eu já". PQP!

Quarta-feira difïcil. Tenho trabalho externo na Moita e assim que chego ao sïtio o segurança pergunta-me de onde venho. Obviamente que lhe respondi "Lisboa" em vez do nome da instituição que represento, o que originou um revirar de olhos tão "dah" que, desconcertados, estacionámos no lugar dos deficientes e ainda estávamos a puxar o travão de mão, já o senhor estava colado ao vidro do meu lado da janela, tal rebarbado quando apanha namorados a pinarem dentro de um veïculo, a roçar-se na porta e a grunhir que não poderíamos estacionar ali. 
Decidimos "desestacionar" e enquanto fazíamos marcha atrás para não atropelarmos o segurança que para ali andava a cirandar batemos num carro estacionado. Muitos vernáculos e papeis assinados depois seguimos, finalmente, para o nosso compromisso, onde permanecemos até ao final da tarde, altura em que voltámos para Lisboa para deixarmos o carro de serviço e respectiva amolgadela. 
Mámen tinha ficado de me apanhar e nunca mais chegava. Liguei-lhe e respondeu-me afogueado que estava na segunda circular com o carro aos solavancos. assim que estacionou o bote para me apanhar, o bote não mais voltou a pegar sem ser aos soluços. A luz que acendia, segundo o manual, era a do catalizador (no idea do que se trata) e a intenção do senhor meu esposo era voltarmos para Cascais aos saltinhos. Claro que, neurótica como sou, fui ler o manual todo, googlei problemas com o catalizador no icoiso e percebi que o pior dos cenários era o carro incendiar. Claro que fiz logo o filme todo, nós esturricadinhos, a Ana no nosso funeral conjunto, a Ana em adulta a contar "a minha mãe saiu da Moita e foi para a Chamusca" e não larguei mais o travão de mão.
Passado uma hora chegou o reboque que pedimos. O senhor perguntou se queríamos que chamasse o táxi da companhia mas eu- estúpida!- achei que era uma boa oportunidade de experimentar andar de reboque e vai de subir para o bicho. E começou a saga.

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Ah, as maravilhas de se trabalhar na Zona J...

Estou há meia hora para sair para almoçar. Não posso. Há uma rusga e de cada vez que meto a cebecita de fora da porta há um polícia que me grita "P'ra deeentro!" com voz de comando.
Lá fora uns agentes com bom ar envergando armas. Um manancial de gente encostada a uma parede a serem revistados, parece um verdadeiro código de barras.
Estava eu apoquentada que hoje tinha que ir dar formação para a Margem Sul à tarde...
(Se não voltar, sou capaz de ter levado um balázio. Deixo aqui escrito que não autorizo mámen viúvo a exilar-se com a miúda nos Açores, ok?)

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Pólo ... a Norte








"Como leitora assídua do Quadripolaridades, não podia deixar de quadripolarizar 2 dos países que faltavam no teu mapa. Assim, seguem algumas fotos da Finlândia e Suécia -Agosto 2013- escolhe as que achares melhor. beijinhos D. e S. P.S: cumprimentos também do guarda real sueco!"

Obrigada Débora!!!

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Istambul quadripolarizado sem palavras? Checked!




"Tanto zoom que não deu para o papel, mas pronto... I Polo Norte, em Istambul já quadripolarizado. *" 

Para quê palavras, afinal?
Obrigada, Cristina!

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Hamburgo tem mais encanto na hora da quadripolarização



"Não sei se Hamburgo já é quadripolar ou não. 
Portanto, por vias das dúvidas, encarreguei-me disso aquando de uma visita à cidade na semana passada. A fotografia não é de grande qualidade nem conseguida da perspectiva mais bonita, mas, ainda assim, lutei contra a ventania anestesiante que fazia no topo da torre da Igreja de São Miguel para te quadripolarizar directamente do ponto mais alto lá do sítio. Voilà. 
 P.S. - Fiz "zoom" ao que escrevi para veres que, por ti, fui mesmo ao Pólo Norte."

Obrigada, grande Natália! 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...